Apesar de dizer que não queria mais a relação, inglesa só conseguiu se livrar de rapaz quando inventou ter morrido

Nunca é fácil dizer para alguém que a relação não está dando certo e que é hora de acabar com tudo. A inglesa Ann Marie Gray, de 29 anos, é uma prova de que essa dificuldade pode chegar a níveis estratosféricos. Ela fingiu a própria morte para não ter quer ir a um encontro com um insistente rapaz que conheceu num site de namoro.  

Ann contou ao tabloide britânico The Mirror ter percebido que a relação não ia dar certo depois do terceiro encontro.  Por meio de mensagens e telefonemas, Ann passou dar sinais a ele de que não estava mais a fim de continuar, chegando a lhe dizer diretamente que o namoro ‘não estava funcionando para ela’.

Sem saber como se livrar de um paquera, Annfingiu a própria morte para não ir a encontro
Reprodução/The Mirror
Sem saber como se livrar de um paquera, Annfingiu a própria morte para não ir a encontro


Mas a abordagem sutil não deu certo. "Ele continuou a me mandar mensagens até um dia que chegou um torpedo dele dizendo: ‘Eu acho que nós precisamos ter um encontro hoje à noite. Vou estar do lado de fora de sua casa em 30 minutos’”, contou Ann ao jornal. 

Diante da situação, a inglesa se viu obrigada a mandar um torpedo fingindo ser a irmã. Na mensagem, a falsa parente dizia que Ann estava internada num hospital com uma doença muito grave e não poderia ir ao encontro.

Mas o tiro saiu pela culatra e o rapaz quis visitá-la no hospital, mesmo após saber que as visitas eram só para a família. Acuada, Ann mandou então uma mensagem informando a própria morte: “Eu sinto muito em ter que lhe dizer isso, mas nós a perdemos na última noite”.  

O rapaz nunca respondeu a mensagem, mas tempos depois o ex-namorado flagrou Ann no mesmo site de encontros na qual a conheceu. "Ele me mandou uma mensagem horrível. Mas não dá para culpá-lo. Atualmente, estou prestes a casar e nada morta”, revelou a inglesa.  

Leia também: Como evitar conflitos na separação de um casal de amigos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.