Mal da vida moderna, a ansiedade pode sair do controle e virar um problema. Aprenda a não se deixar dominar por ela, com algumas mudanças simples e uma atitude mais positiva

Respiração: oxigenar o corpo dá disposição e ajuda a organizar as ideias
Thinkstock/Getty Images
Respiração: oxigenar o corpo dá disposição e ajuda a organizar as ideias

As demandas da vida moderna, um mundo cada vez mais acelerado, relações frágeis e uma rotina massacrante são alguns dos fatores que contribuem para o surgimento de um problema potencialmente grave: a ansiedade. Essa sensação de pressão no peito, agitação e preocupação constante afeta as pessoas em graus diferenciados, mas ninguém é totalmente imune a ela.

Ao contrário do que se pensa, no entanto, a ansiedade nem sempre é prejudicial . Ter ansiedade é natural e nos ajuda a ficar vivos. Ela faz parte das reações do organismo a situações de estresse e perigo iminentes.

“Toda situação de perigo eminente leva o corpo a se preparar para lutar ou fugir. Assim, o objetivo número um da ansiedade é o de proteger o organismo. Ela envolve uma preparação biológica do corpo com função de protegê-lo, não prejudicá-lo.” – explica Maxleila Reis, professora de psicologia do Centro Newton Paiva.

Segundo a psicóloga Karyne M. Lira Correia, da Clínica Livon, a diferença entre a ansiedade normal e aquela que é prejudicial à saúde, é que esta última está diretamente ligada a pensamentos distorcidos, como os de antecipação do futuro.

“Diferente de uma preocupação pontual, a ansiedade envolve não apenas pensamentos como os de preocupação, mas reações orgânicas.” – explica.

Faça o teste: Você vive no presente?

Insônia frequente, distúrbios alimentares, dificuldade de concentração, problemas para trabalhar ou ter uma vida social são sinais de que este sentimento está tornando-se prejudicial, alerta ela.

Aos poucos o indivíduo afetado pode ter suas atividades diárias completamente alteradas por conta de pensamentos ansiosos. A ansiedade acompanha desconforto físico e está muito ligada com outra emoção: o medo. Sendo assim, são comuns casos em que a pessoa evite enfrentar situações que possam disparar o gatilho e trazer a tona este sentimento de insegurança.

“Quando em estado de ansiedade, a pessoa pode passar a ter pensamentos de antecipação de eventos negativos. Há, portanto, uma maximização de eventos futuros negativos, sem existir evidência real para isso. No fim das contas, é como se a pessoa previsse o futuro, mas sempre pela ótica negativa.” – completa Maxleila.

Quando os níveis de ansiedade são muito altos e a vida da pessoa passa a ser seriamente prejudicada temos os chamados transtornos de ansiedade, que podem ser divididos em vários tipos, de acordo com os eventos temidos e as reações causadas.

“Nestes casos é importante ter a ajuda de um profissional, que possa identificar o que gera a ansiedade” – afirma Karyne.

Aprenda: Como enfrentar uma crise de ansiedade

De acordo com os especialistas, é impossível eliminar totalmente a ansiedade da vida. No entanto, é possível aprender a lidar com ela mudando algumas posturas e tendo uma atitude mais confiante. Confira as dicas a seguir:

Respire: Só fazer isso pode ser de grande ajuda. Respire profundamente algumas vezes, tentando deixar de lado as preocupações, ocupando a mente com bons pensamentos. Oxigenar o corpo ajuda a trazer disposição e a clarear as ideias.

Reduza as expectativas: É normal que pessoas ansiosas sejam muito exigentes consigo. “Geralmente, indivíduos ansiosos tiveram uma história de muita exigência familiar, punições em relações a falhas, pouco acolhimento quanto a erros. Então, frequentemente, são pessoas que temem algo errado, fracasso.” – explica Maxleila Reis.

Peça ajuda: falar com um profissional ou mesmo um amigo pode aliviar a tensão
Thinkstock/Getty Images
Peça ajuda: falar com um profissional ou mesmo um amigo pode aliviar a tensão

Fale sobre o problema: Conversar com um profissional ou mesmo um amigo ou parente próximo pode ajudar, e muito, a relativizar o problema. Ao falar sobre o que lhe aflige você coloca a tensão para fora. Além disso, ouvir uma opinião apaziguadora de quem confiamos ajuda a deixar os pensamentos ruins de lado.

Viva o presente: Não adianta pensar em tudo que pode dar errado no futuro. Infelizmente, ainda não há uma forma segura de prever o que pode acontecer. Então trate de focar no agora. Coloque na balança a situação real, valorizando o que você está vivendo no presente.

Medite: A meditação é uma prática que ajuda a relaxar e esvaziar a mente. Se você tem dificuldades para se concentrar e relaxar, tente dar uma caminhada ou mesmo sentar no banco de uma praça e observar as pessoas por alguns minutos, calmamente. Livre-se dos pensamentos ruins e perceba que as coisas estão em seu lugar, que o mundo continua girando.

Saia da rotina: Invista em atividades novas, inusitadas e que lhe tragam desafio. É importante treinar o cérebro para lidar com o inesperado, com tudo aquilo que possa fugir do controle. Porém, vá com calma: não faça tudo de uma vez para não se sobrecarregar. Que tal começar com aulas semanais de teatro ou dança?

Questione-se menos: É importante que você acredite mais em si, na sua intenção e na sua capacidade de vencer desafios. Evite focar em pensamentos que colocam em dúvida suas atitudes ou projetos. Nada de pensar “E se isso der errado?” ou “E se as pessoas não gostarem?”.

Tenha em mente que o futuro é incerto: Segundo Karyne, existem alguns pensamentos típicos da ansiedade. Adivinhação do futuro é um deles. A pessoa fica prevendo que vai acontecer isso ou aquilo (como, por exemplo: “não vou passar nesta prova” ou “o avião vai cair”).

Faça atividades prazerosas: Você é boa em ponto-cruz? Sabe cozinhar bem? Que tal usar estes talentos com mais frequência. Ocupar a mente com uma atividade em que você é boa e que lhe dá prazer ajuda a baixar a ansiedade e aumentar a confiança.

Aceite o imutável: Seja mais complacente consigo! Para de se martirizar por algo que deu errado. A vida não é só feita de acertos. Os erros servem como base para melhorar a visão de mundo e ajudam a corrigir a rota. Algo que dá errado hoje pode ser fundamental para formar um caráter mais forte no futuro. Além disso, o que passou, passou!

Pense que está tudo bem: Lembre-se que parte da ansiedade vem de uma visão distorcida da realidade, em que acreditamos que as coisas estão fora de controle. Olhe ao redor e analise os fatos. Há reais motivos para se preocupar? Ou tudo não passa de um exagero seu? Está com medo de que aconteça algo com seus pais? Entre em contato com eles e certifique-se de que estão bem.

Paneje menos e aja mais: Evite se perder em listas e ou criando planos para tudo na vida. Um dos maiores erros de pessoas ansiosas está em esperar resultados perfeitos, dentro daquilo que planejaram com antecedência. É importante saber que a vida é cheia de altos e baixos e que nem sempre as coisas sairão exatamente como você deseja. Então, deixe de lado as idealizações e parta para a ação. Só assim é possível viver a vida plenamente.

++ MAIS: Veja a seguir frases que as pessoas ansiosas cansam de ouvir:


Leia mais no Delas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.