Amor, trabalho e saúde: a astróloga Monica Horta conta em detalhes como será o ano para os sagitarianos

Por causa do grande triângulo dos signos de água, os sagitarianos nunca estiveram tão conscientes da delicadeza do seu mundo emocional

Os nativos de Sagitário já começam o ano muito animados por causa da posição de Júpiter (regente do signo), que participa junto com Netuno, Mercúrio, a Lua e Saturno do grande triângulo dos signos de água, uma das configurações mais benéficas do céu do primeiro dia do ano astrológico, em março.

Estes cinco planetas vão ativar casas que são chamadas pelos astrólogos de “invisíveis” porque representam assuntos que não aparecem nas relações sociais. Mas são fundamentais para todos os processos de autoconhecimento. São as casas onde a gente se vê “por dentro”.

A Lua e Saturno vão ocupar a casa do inconsciente ou do destino, para quem prefere assim. Netuno e Mercúrio vão estar no fundo do céu, na casa dos nossos sentimentos mais primitivos, enquanto Júpiter está ativando uma área que está ligada à sexualidade e a todas as coisas que estão prestes a acontecer.

Com essa configuração, o famoso “dom de previsão” dos sagitarianos vai estar mais forte do que nunca no primeiro semestre e vai ajudá-los a esperar com paciência o tempo movimentado que vai vir no segundo semestre, quando Júpiter entrar em Leão, na casa que está ligada ao conhecimento, aos estudos superiores e às grandes viagens.

Só no final de dezembro, quando Saturno entrar em Sagitário, vai começar a se completar o processo de definição de identidade que vai ser a marca registrada de 2014.


Amor
Por causa do grande triângulo dos signos de água, os sagitarianos nunca estiveram tão conscientes da delicadeza do seu mundo emocional. Graças à harmonia entre Júpiter e Netuno, eles estão mais românticos do que nunca e vão perceber que os famosos pressentimentos que volta e meia aparecem vêm de imagens geradas pelo seu coração. O regente da casa dos relacionamentos estáveis, que é Mercúrio, está ao lado de Netuno e, portanto, completamente envolvido nessa onda de romantismo.

Mas Vênus, a senhora do amor e da imaginação, está no frio signo de Aquário e, ainda por cima, em quadratura com Saturno. Mas nos dois eclipses, um da Lua e outro do Sol, que vão acontecer em abril, Vênus vai estar em Peixes em harmonia com Júpiter. Isso vai quebrar o gelo e afastar o medo. Só no final do ano, quando Saturno entrar em Sagitário, os filhos de Júpiter vão estar prontos para assumir os compromissos que acompanham o amor duradouro.

Trabalho

Uma das coisas mais importantes que os expansivos e exagerados sagitarianos precisam aprender para lidar melhor com a vida profissional é que eles têm as casas ligadas ao mundo material em signos de Terra. Assim, a casa em que eles avaliam a realidade e os recursos com que contam para enfrentá-la está no signo de Capricórnio, o que colore com um tom pessimista a maneira alegre com que encaram a vida.

Desde 2008, Plutão está passando por lá e eles estão sendo obrigados a reconstruir estruturas em que confiavam muito, e que podem ter falhado de uma hora para outra. Durante o primeiro semestre, Júpiter, o regente de Sagitário, está no signo de Câncer e vai providenciar parcerias importantes para essa difícil tarefa. Apoiados nestes bons parceiros, eles vão conseguir aprimorar a visão de longo prazo e perceber quais projetos são duradouros ou não. A harmonia entre Júpiter e Netuno também vai ser preciosa na hora de escolher novos caminhos. Mesmo sem pensar muito eles vão escolher o caminho certo.

Mas as boas novidades vão vir mesmo no segundo semestre. Quando Júpiter entrar em Leão, eles vão ganhar uma confiança extraordinária e conseguir sem nenhum esforço os recursos que precisam para realizar os seus projetos. A partir de julho, começa o tempo ideal para conseguir patrocínios.

No final do ano, com Saturno entrando no seu signo e fechando com Urano e com Júpiter, o grande triângulo dos signos de fogo, eles só não conquistam o que não quiserem conquistar.

Saúde

Com Touro, signo regido por Vênus, comandando a casa da saúde, os sagitarianos têm que lidar com as vantagens e as desvantagens de gostar tanto das boas coisas da vida.

No começo do segundo semestre, com Júpiter entrando em Leão, eles vão ficar mais vaidosos e podem até chegar ao extremo de sair da inércia e adotar uma vida mais movimentada. Eles sabem que os exercícios são fundamentais, mas talvez só consigam praticá-los se eles vierem através de um jogo, de preferência ao ar livre. A alegria de vencer é o melhor antídoto para a preguiça que interfere na saúde dos sagitarianos. As viagens de que eles gostam tanto também ajudam a se movimentar.

De qualquer forma, durante todo o ano, Júpiter vai ajudá-los a encontrar os profissionais muito competentes que eles precisam para orientá-los.

A partir do segundo semestre, com a chegada de Saturno, a consciência da passagem do tempo e das consequências de uma vida desregrada podem ser o estopim de uma nova fase muito mais saudável. E o melhor de tudo é que Saturno vai oferecer um ingrediente difícil de conseguir e indispensável para essa mudança: a disciplina.

>>>Veja as previsões da astrologia para o ano de 2014

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.