Oito em cada dez brasileiros ficam estressados nesta época. Delegar atividades, escolher os eventos e até descobrir um roteiro de compras no bairro são dicas para evitar ser um deles

Finalizar projetos e relatórios no trabalho, comprar presentes em shoppings e ruas lotados, enfrentar filas nos supermercados para adquirir os itens da ceia, participar de inúmeras confraternizações: são tantas atividades a cumprir que oito em cada dez brasileiros ficam estressados e com altos níveis de tensão entre a segunda quinzena de novembro até o início de janeiro, segundo um levantamento da Associação Internacional do Gerenciamento do Estresse (International Stress Management Association - ISMA-BR).


De acordo com o estudo, o motivo que mais causa incômodo neste período ainda é o trabalho. A sobrecarga de tarefas pode levar a uma síndrome conhecida como burnout, reação ao estresse crônico provocado pela vida profissional que causa esgotamento emocional e físico. “Em meio a tantos compromissos, é essencial ter momentos de escape, para dar uma desafogada de toda essa pressão e cuidar de si próprio”, destaca o consultor Rodrigo Fonseca, fundador da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional.

Mas nem sempre é fácil parar para relaxar com tantas tarefas a serem concluídas. É preciso se policiar para não deixar o estresse tomar conta. Entre as orientações estão, por exemplo, planejar de forma minuciosa o tempo livre, aceitar somente os convites essenciais para eventos e até fazer você mesmo as lembrancinhas para os familiares. Veja na galeria cima (e no texto a seguir) 15 dicas práticas de especialistas para evitar o esgotamento típico desta época do ano.

1. Escreva tudo que tem para fazer

Encomendar a ceia de Natal, comprar o presente do afilhado, ir ao amigo secreto da academia, finalizar o balancete de fim de ano no trabalho. Seja qual for a tarefa a ser cumprida, é importante listá-la para ter uma visão de tudo o que ainda é preciso fazer para fechar bem o ano. “A pessoa escreve todas as atividades e depois analisa quais pode delegar para o marido ou para o colega de trabalho e quais realmente precisam ser executadas por ela”, indica Christian Barbosa, especialista em gestão do tempo e autor do livro “60 Estratégias Práticas Para Ganhar Mais Tempo” (editora Sextante, 2013). Com tudo definido, é só distribuir as ações durante a semana.

2. Aproveite as brechas de tempo

Se você trabalha perto do shopping ou de uma área comercial, aproveite o tempo livre no almoço ou no final do expediente para fazer aquela comprinha que falta. Sem ter que se preocupar com estacionamento, por exemplo, você já ganha alguns preciosos minutos. Outra dica é enfrentar lugares movimentados, como os supermercados, logo no horário de abertura, quando costumam ficar mais vazios.

3. Não comprometa toda a agenda do dia

Organizar o tempo ajuda a não deixar o dia mais tenso. Planeje tarefas e horários, mas deixe espaço na agenda para urgências e pausas durante o expediente. Aquela reunião de fechamento pode demorar mais do que o previsto, e você terá que abortar o compromisso assumido no fim do dia, por exemplo.

Leia também: como ganhar até três horas no seu dia

4. Tente “zerar” seus e-mails

Se você tem um grande volume de e-mails que sempre deixa para resolver depois, reserve um tempo do dia para esvaziar a caixa de entrada, para não ficar com a sensação de ter deixado coisas importantes pendentes. “Tente não começar o ano com prioridades antigas”, sugere Christian Barbosa. Com paciência, comece respondendo um a um, nem que seja para dizer que vai retomar o assunto em 2014.

Economizar tempo não requer mudanças drásticas na rotina, mas pequenos ajustes em tarefas diárias
Getty Images
Economizar tempo não requer mudanças drásticas na rotina, mas pequenos ajustes em tarefas diárias

5. Faça pausas de um minuto por hora

Apesar de parecer difícil parar em meio a tanta correria, fazer pausas durante o dia é extremamente necessário para evitar o estresse. Segundo Juliana Vilarinho, professora de meditação da organização Brahma Kumaris, o ideal seria interromper as atividades por pelo menos um minuto a cada hora trabalhada. “Tome um suco, dê uma alongada e procure intercalar tarefas manuais e intelectuais, para dar mais equilíbrio”, aconselha a profissional. Uma dica que pode ajudar a lembrar das pausas é colocar o alarme do celular para tocar a cada uma hora.

6. Ouça sua intuição

Nos momentos de extrema tensão, quando parece impossível organizar os pensamentos, tente ficar sozinho por alguns minutos. “Fique quieto e escute os seus pensamentos. Eles sempre querem nos dizer algo”, recomenda Rodrigo Fonseca. Muitas vezes, é nesse período de pausa que surge a resolução de um problema ou a ideia para finalizar um trabalho importante. “Nosso inconsciente sempre fica conectado com tudo, mas é preciso parar para ouvi-lo”, diz.

7. Não abra mão de comer corretamente

Quando se está na correria, o lanche ou o almoço acaba sendo devorado entre um relatório e outro. É primordial se alimentar de forma saudável e com regularidade para que o corpo funcione bem, conforme indica a professora de meditação Juliana Vilarinho. “Temos de estar presentes em tudo que realizamos. Quando comemos fazendo outra coisa, parece que estamos ganhando tempo, mas na verdade estamos acelerando nossa mente. Por isso, é importante dispensar pelo menos 15 minutos de quietude para a digestão”, recomenda.

8. Priorize os eventos a que realmente precisa comparecer ou quer ir

Não participe do amigo secreto da escola de inglês se não está com vontade, nem vá a 15ª happy hour do departamento se está fazendo isso apenas por obrigação ou para cumprir tabela. “Agenda de fim de ano é curta. Se você não cuidar, fica ainda mais apertada. É importante ter coragem de dizer não. Saber selecionar é essencial”, afirma o consultor Christian Barbosa.

Leia também: você sabe tomar boas decisões?

9. Liste as pessoas a serem presenteadas e separe-as em ‘blocos’

Para otimizar o tempo na compra das lembranças de Natal sem se esquecer de ninguém, a consultora de imagem e personal shopper Sabina Donadelli indica fazer uma lista de todas as pessoas a serem presenteadas e separá-las em “blocos”, para facilitar a logística. “Geralmente, mãe, sogra e tias, por exemplo, vão ganhar coisas parecidas. Então, em um único local consegue-se adquirir todos os mimos para este grupo”, ensina.

10. Compre o presente de Natal pela internet

Pesquise em sites de e-commerce confiáveis e efetue as compras de presentes e itens de ceia com alguns cliques. Mas a personal shopper Sabina Donadelli recomenda calcular com folga o prazo de entrega para não correr o risco de seu amigo secreto ficar sem presente.

11. Faça as compras no bairro

Muitas vezes, não é preciso ir ao shopping lotado para comprar as lembrancinhas de Natal. Uma voltinha rápida pelas redondezas pode revelar uma lojinha de artesanato, um comércio de bijuterias ou um brechó com roupas bacanas para presentear sem ter de enfrentar uma multidão. “É preciso desmitificar a loja de bairro. Investigue o que tem de bom perto de casa e aproveite a vantagem de deixar o carro na garagem e fazer as compras com mais rapidez”, indica Sabina Donadelli.

Correr é uma atividade simples e eficaz
Getty Images
Correr é uma atividade simples e eficaz

12. Faça você mesmo o presente

Não deu tempo de comprar nada para aquele familiar ou amigo querido? Faça você mesmo o presente: pode ser um cartão caprichado com fotos de momentos legais ou até mesmo o prato preferido do avô, por exemplo. “Não existe nada mais charmoso. Pode ser um bolo, uma compota, um artesanato. É superelegante e mostra que a pessoa é realmente especial”, aconselha a personal shopper Sabina Donadelli.

13. Separe um tempo para fazer exercícios

Em meio a tantos compromissos, é preciso ter momentos de “escape”. Praticar uma atividade física, como a corrida, pode ajudar muito. “Muitas vezes, quando o organismo não descarrega toda essa adrenalina, as pessoas desenvolvem úlceras, gastrites, dores de cabeça”, acredita Rodrigo Fonseca. Além da corrida, natação e artes marciais também costumam ser relaxantes depois de um dia intenso de atividades.

14. Estabeleça um horário limite para dormir

Quando estamos com agenda cheia, a tendência é estender as atividades do dia até mais tarde. Mas deitar-se muito além do horário a que se está acostumado não é aconselhável. “Às vezes, é melhor fazer uma pausa, ir dormir e, no outro dia, com a cuca fresca, continuar os trabalhos”, recomenda a professora de meditação Juliana Vilarinho.

15. Comece e termine o dia com um pensamento positivo

De acordo com Juliana, a meditação envolve a criatividade na hora de conduzir a mente. Por isso, a dica é “espalhar” pensamentos positivos pela casa e pelo trabalho. Coloque mensagens de bom-humor na porta da geladeira e escreva na agenda frases que elevem o ânimo. “Também é bacana começar e terminar o dia com entusiasmo, mesmo que ainda haja pendências a resolver. É melhor pensar: por hoje, foi isso que eu consegui fazer, amanhã tudo continua e vou me preparar”, recomenda.


Leia também


15 coisas que você precisa saber sobre a felicidade

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.