Para responsável pelo site, público desta faixa etária precisa de espaço: “velho é quem não tem projeto”

O mundo digital sofre mudanças todos os dias, seja nos portais ou redes sociais. Apesar de a maioria dos acessos serem feitos por adultos entre 25 e 44 anos, segundo pesquisa feita pelo Royal Pingdom em 2012, os usuários mais velhos também estão conquistando o seu espaço. A evidência desse fenômeno é a criação de plataformas específicas para esse grupo. No Brasil, a mais recente iniciativa é uma rede social voltada para pessoas com mais de 45 anos.

Nova rede social é voltada especificamente para público maior de 45
Getty Images
Nova rede social é voltada especificamente para público maior de 45


Lançada no dia 5 de agosto, a Rede Social do MIM está ligada ao site MIM – Melhor Idade Moderna, portal com foco em adultos mais velhos, no ar desde fevereiro de 2013. Com o objetivo de agregar pessoas que já aproveitaram diversas fases da vida, a nova rede social oferece a possibilidade de fazer novas amizades, compartilhar informações até realizar eventos grandes ou intimistas. Além da rede social, que permite a interação entre os membros, o portal é abastecido com notícias que variam de cuidados com o corpo até coberturas de concursos, como o da Mais Bela Idosa de São Paulo.

Leia também

Jane Fonda ensina a encarar o 'terceiro ato' da vida

As novas idades da mulher

“A ideia veio da leitura que nós temos que, aqui e no mundo inteiro, a longevidade das pessoas está sofrendo uma extensão. Cerca de 11 milhões de pessoas estão nessa faixa etária acima de 50 anos – que nós chamamos de ‘melhor idade moderna’”, explica o médico ginecologista Nelson Antunes Jr., diretor do portal MIM. “Nós queremos mostrar que se voltar para dentro renova a energia, e a intensidade do tempo é que define a felicidade de cada um”, comenta.

Vitalidade e motivação

A rede social do MIM foi desenvolvida com o intuito de devolver a vitalidade e motivação para a vida das pessoas. Segundo Antunes, a idade acima dos 50 está desmotivada com a vida que leva. “Graças a um modelo cultural, elas são muito pouco atendidas em termos de mercado e das necessidades de relacionamento. A ideia foi criar algo que atendesse especificamente esse nicho, com a intenção de fornecer serviços específicos para esse segmento e promover relacionamentos entre elas”. Essa promoção, aparentemente, está dando resultados: em menos de um mês, a plataforma conseguiu reunir mais de 70 mil seguidores, com 75% de público feminino.

Leia também: em novo livro, Mirian Goldenberg contesta mitos do envelhecimento

Mercedes Lira, 54, é adepta da internet para informação e diversão
Arquivo pessoal
Mercedes Lira, 54, é adepta da internet para informação e diversão

O MIM tem também a Franquia 50+, para participantes que querem ajudar na divulgação do portal, da rede e dos produtos. Mercedes Lira, 54, é integrante dessa nova rede social e uma das franqueadas. Administradora de empresas e divorciada há 10 anos, ela conta que o MIM foi uma mudança positiva em sua vida. “A idade de 50 anos para cima fica um pouco esquecida. Não é a terceira idade e não somos mais bebês e adolescentes; porém estamos vivos e queremos participar. Queremos eventos, fazer amigos, sair, se divertir”, explica. Mercedes diz que acha os assuntos do site pertinentes e objetivos, e que sempre acha alguma coisa interessante nas matérias que recebe. “Os jovens não têm paciência com a gente . O bom no MIM é que é fácil de mexer”, comenta.

Leia também
Depois dos 40, homens buscam romance e sexo em relacionamento

Apesar disso, ela ainda está aprendendo a navegar na rede social. “Não dá para comparar o MIM com o Facebook, por exemplo. O Facebook tem informações até demais, tem coisa que a gente tem que bloquear até”, lamenta. Com mais acertos do que falhas, a administradora de empresas confessa que ainda não conseguiu realizar algumas ações na página, como chamar os amigos de uma rede para outra. Mas ela vê a nova plataforma com otimismo. “Agora eu estou no MIM para procurar amigos; afinal, já arrumei um namorado”, comenta com bom humor.

Para Nelson Antunes, o MIM é uma possibilidade de melhorar a autoestima e fazer os usuários se sentirem completos e felizes consigo. “Velho é quem não tem projeto, e não quem tem idade”, finaliza.

Leia mais

Cuidados de pele, cabelo e maquiagem para a terceira idade
Sexo na terceira idade

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.