Em visita ao Brasil, astróloga top da internet desmente crença no fim do mundo, mas prevê segundo semestre turbulento e diz que gostaria de conhecer a presidente Dilma Rousseff

Susan Miller em visita ao Brasil:
Cristina Gallo/Fotoarena
Susan Miller em visita ao Brasil: "gostaria de conhecer e felicitar a presidente"

Susan Miller é um sucesso. Em visita a São Paulo, foi assediada por dezenas de jornalistas ensandecidos atrás de informações sobre as perspectivas para 2013 no amor e nos negócios e, principalmente, sobre o fim do mundo, previsto para o dia 21 de dezembro segundo o calendário maia.

>>> Leia as previsões de dezembro para todos os signos por Monica Horta, astróloga do Delas

Ultrassimpática e meiga, a figura de Susan hoje em dia tem apenas alguma semelhança com aquela imagem que ela divulga em seu site e nas redes sociais. Nessas mídias, ela aparece como uma jovem de 30 aninhos, mas na verdade ela é uma pisciana nascida em 1947 – ou seja, é uma tiazinha de 65 anos. Sua fala é agradável, sua expressão é doce, sua voz cativa e, após dez minutinhos de conversa, a gente já se sente o melhor amigo dela.

Com 100 mil seguidores no Facebook e outros 125 mil no Twitter, as previsões de Susan têm o poder de fazer a cotação do dólar subir ou despencar. Quando ela fala uma coisa, uma enorme legião de fãs segue cegamente suas recomendações e conselhos. Ainda assim, apesar dessa popularidade toda e de seu poder de influenciar o destino das pessoas, ela é uma mulher simples, que se nega a cobrar pelo acesso a seu site Astrology Zone e, por conta disso, às vezes até enfrenta dificuldades financeiras.

A astrologia não determina o que vai acontecer. (...) [Ela] representa os ciclos matemáticos de quando devemos agir e quando é hora de esperar

Com diploma de administração na New York University, ela toca seus negócios aos trancos e barrancos. Em sua passagem por São Paulo, como convidada de um evento da marca Scala, que lança uma linha de kits de lingerie especiais para o Ano Novo, Susan aproveitou para pedir aos brasileiros que comprem seu livro de previsões para 2013, "The Year Ahead - 2013", por meio de seu site ou pela Amazon . “É vendendo esses livros e escrevendo colunas para algumas revistas no mundo todo que eu consigo me sustentar e manter o Astrology Zone um site de acesso gratuito”, explica. Veja a seguir alguns dos principais trechos da entrevista com Susan Miller, que foi mediada por Barbara Abramo, autora da coluna diária de horóscopo do jornal “Folha de S. Paulo”:

Afinal, o mundo vai acabar em 21 de dezembro, como prevê o calendário maia?

Susan Miller: Muita coisa vai acontecer ao mesmo tempo no céu neste dia, por isso estarão criadas as condições para a ocorrência de algum evento importante. Mas já tivemos situações mais ou menos equivalentes várias vezes e nada aconteceu. Os maias nunca afirmaram que o mundo vai acabar em seus cálculos e escritos. Dizem apenas que um ciclo termina, e até aí eu concordo. Mas se um termina, outro se inicia. Haverá a abertura de um canal para uma nova fase, para um renascimento.

Vejo isso mais como um sinal de que precisamos cuidar bem da Mãe Natureza, porque senão ela pode nos castigar – veja o estrago que a tempestade Sandy acaba de fazer na Costa Leste dos Estados Unidos, por exemplo. Vamos aproveitar e entrar em 2013 com uma nova consciência, vamos iniciar um novo momento da vida sobre a Terra. A propósito, o número 13 é muito auspicioso para os maias, e o ano deve ser cheio de realizações.

Susan durante bate-papo: simpática, astróloga faz questão de manter seu site, o Astrology Zone, com acesso grátis
Cristina Gallo/Fotoarena
Susan durante bate-papo: simpática, astróloga faz questão de manter seu site, o Astrology Zone, com acesso grátis


Por falar nisso, o que podemos esperar de 2013, segundo as suas previsões?

Susan Miller: Será um ano com altos e baixos. O primeiro semestre parece que será um período de paz, mas a segunda metade e 2013 deve ser marcada por muita violência e uma série de tensões políticas, sociais e econômicas. O ano todo terá uma conjunção de Urano com Plutão, que são planetas de influências opostas. Urano rege o empreendedorismo e o novo, enquanto Plutão representa o conservadorismo e o poder.

Vejo novos embates de governos tentando sufocar movimentos populares, grandes corporações e potências esmagando pessoas e grupos mais frágeis. Se 2012 foi um ano de tapas e beijos, de coisas boas e coisas ruins se intercalando, 2013 promete ser ainda mais bipolar e complicado. Resumindo: o mundo não deve acabar agora, em 2012, mas em 2013 eu não sei não (risos) .

Algum signo em especial deve sofrer mais do que os outros em 2013?

Susan Miller: Tenho algum receio pelo que pode acontecer com os nativos de Escorpião . No ano que começa daqui a pouco, vejo três períodos mais delicados, e eles serão especialmente difíceis para os escorpianos: o final de março, o começo de julho e a Lua Nova no início de outubro. É quando Mercúrio estará retrógrado, o que significa que não será uma época favorável para tomar decisões importantes, fechar negócios, casar e assumir compromissos de qualquer tipo.

Por falar em 2013, você tem alguma superstição para o ano começar bem?

Susan Miller: Eu não tenho nenhuma, infelizmente. Adorei essa brincadeira que as brasileiras têm de comprar uma peça nova de roupa íntima para iniciar o ano atraindo bons fluidos. Os americanos deveriam adotar esse hábito – e você sabe que os americanos fazem qualquer coisa para vender mais, não é? Achei muito interessante essa história de que as calcinhas amarelas trazem dinheiro, as cor-de-rosa atraem um novo amor, as brancas são para quem quer paz e as vermelhas aquecem a paixão. Muito bom! Vou adotar essa mania daqui para a frente.

E para as mulheres que buscam encontrar um namorado em 2013, você teria alguma dica?

Susan Miller: Em 2012, Urano – o planeta da compaixão e da solidariedade – ficou a maior parte do tempo em Aquário, o que não é bom, pois turbina o individualismo. Agora esse planeta entra em Peixes, que é a sua casa. Com isso, eu espero que as pessoas saiam um pouco de seus casulos e se confraternizem mais. Fico muito chateada quando vou a um restaurante e vejo um casal sem trocar uma palavra, cada um absorvido pelos aplicativos de seu smartphone. O mesmo acontece nos parques, com crianças pedindo para suas mães verem o que elas estão fazendo e essas mulheres nem olharem, para não desviarem os olhos do seu celular.

O que nós temos de mais valioso para dar a alguém é a nossa atenção. Comece deixando um pouco a tecnologia de lado – os sites de relacionamento, as redes sociais – e interaja mais com quem está na sua frente, que aí os bons namorados vão aparecer. Converse ao vivo, face a face. Há coisas que não são transmitidas por uma mensagem SMS. Nosso rosto tem centenas de músculos que formam milhares de expressões, nossa voz e nosso olhar passam outros tantos tons e sinais... Aproveite que o individualismo estará em baixa e a convivência será estimulada!

Esta data [14 de dezembro, aniversário de Dilma Rousseff] trouxe muitas alegrias para mim e espero que traga para ela também!

Para finalizar, você diria que a astrologia sempre acerta?

Susan Miller: Ela não determina o que vai acontecer, apenas indica o que tem maior probabilidade de se suceder. A astrologia representa os ciclos matemáticos de quando devemos agir e quando é hora de esperar. Comecei a me interessar e estudar esse assunto meio tarde, não foi desde o meu período escolar. Fui fundo e hoje adoro o que faço e acredito no poder desse meu ofício.

Soube que o Brasil tem uma mulher como presidente e descobri que ela é do signo de sagitário. Seu aniversário será agora no dia 14 de dezembro, o dia em que entrou no ar o Astrology Zone. Gostaria de conhecê-la e felicitá-la. Esta data trouxe muitas alegrias para mim e espero que traga para ela também!

Leia também

O que é ascendente?
Faça sua sinastria amorosa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.