A astróloga Monica Horta conta em detalhes como será o mês para os librianos

A Lua Cheia do dia 28 traz de volta a discussão sobre a necessidade de ser amado

Os librianos ainda estão respirando aliviados pela saída de Saturno do seu signo. Afinal, foram dois anos em que o senhor do carma cobrou dos imaginativos filhos de Vênus um às vezes áspero contato com a realidade. Saturno se mudou em outubro, mas ainda está atuando com força porque começa o mês de dezembro muito perto de Vênus, o planeta regente de Libra. E tome contato com a realidade!

Uma realidade que remete diretamente ao encontro entre Marte e Plutão no signo de Capricórnio, na casa onde os librianos construíram o conceito de conforto e de felicidade. É por isso que, apesar de serem donos de uma imaginação maravilhosa, os librianos são sempre um pouco melancólicos.

Lá no fundo do céu está a casa regida por Saturno, que está exaltado nesse signo. E é dessa casa que Marte e Plutão estão trazendo à tona velhos ressentimentos e todas as lembranças em que a falta de atenção e carinho esteve envolvida. É daí que vem esse espírito belicoso, que pode criar problemas nas festas de fim de ano.

Ainda bem que, no começo do mês, o Sol e depois Mercúrio e Vênus vão ocupar o bem-humorado signo de Sagitário e iluminar com o calor do fogo todas as formas de relacionamento.

Até a Lua Nova vai acontecer por lá, dando a partida em um tempo em que conversar, viajar ou dividir a vida com os outros afasta os fantasmas do passado e torna os encontros muito gratificantes.

Os cinco planetas em signos de água vão dar uma mexida na sua vida profissional e mostrar como você se envolve emocionalmente com os assuntos do trabalho. Também podem interferir na saúde, principalmente Netuno, que costuma esconder sintomas e atrapalhar diagnósticos.

Aproveite as festas, mas não descuide da saúde e, principalmente, não abuse do álcool. Com Netuno em Peixes, o que antes era uma dose razoável pode virar uma overdose.

O clima vai ficar mais animado depois do Natal, quando Marte abandonar as lembranças amargas e entrar no signo de Aquário, que rege a sua casa dos romances, do lazer, prazer, criatividade e desafios naturais. E ainda faz um trígono com o seu Sol. Um sopro de coragem e autoestima.

Mas a Lua Cheia do dia 28 traz de volta a discussão sobre a necessidade de ser amado. O Sol em Capricórnio fala do desejo de ser aceito e respeitado pela família, enquanto a Lua no meio do céu diz que isso só não basta: a felicidade está em ser amado por um mundo de gente. Se calhar, por toda a humanidade.

Enquanto isso, Urano, na casa dos relacionamentos estáveis, avisa que o preço da completa liberdade é sempre a solidão.

- O tempo de sagitário: a configuração do céu em dezembro na coluna de Monica Horta

- Veja as previsões de dezembro para todos os signos


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.