A astróloga Monica Horta conta em detalhes como será o mês para os arianos

A harmonia entre Marte e Urano pode trazer amigos diferentes ou mudanças nos planos, configurando uma boa época para iniciar um novo projeto

Os arianos começam dezembro muito animados pela harmonia entre Urano, que continua e ainda vai ficar muito tempo neste signo, e o Sol, que já está no nono grau do signo de Sagitário. Mas o entusiasmo e o bom-humor aparentes servem bem para esconder a fragilidade emocional vinda dos cinco planetas que estão formando o grande triângulo dos signos de água.

No entanto, quando a reação emocional for mais forte, quem vai servir de escudo para o coração mole dos guerreiros do zodíaco é a poderosa conjunção entre Marte e Plutão no signo de Capricórnio, que está enfeitando o ponto mais alto do céu.

É bem possível que, com a família e as pessoas de quem gostam muito, os arianos se permitam mostrar a sensibilidade e a intensidade dos seus sentimentos. Mas, em público e no trabalho, o que vai valer é a dureza autoritária da conjunção dos planetas no meio do céu. É por causa dela que eles são os maiores candidatos a se meterem em aventuras arriscadas nesse final de ano.

Os resultado podem até ser positivos, mas seria muito melhor esperar pela segunda quinzena do mês, quando a Lua já vai estar crescente e Mercúrio e Vênus já entraram em Sagitário. É verdade que o reforço da energia dos signos de fogo pode aumentar o risco de exagerar nas expectativas, mas, em compensação, multiplica o entusiasmo e diminui o medo do fracasso.

O problema maior é a quadratura entre Mercúrio, Vênus e Netuno, que libera uma quantidade enorme de conteúdos inconscientes que alimentam o imaginário. Aliás, esse processo está acontecendo, em uma escala menor, desde o começo do ano, quando Netuno entrou em Peixes. Como se o senhor do amor universal tivesse aberto uma fenda na armadura dos guerreiros do zodíaco.

No dia 21, o Sol entra em Capricórnio e promete uma boa movimentação na vida profissional.

No dia 26, Marte entra em Aquário e suaviza muito o ar autoritário e agressivo que mostrava para o mundo enquanto esteve em Capricórnio. Na sua harmonia com Urano, pode trazer amigos diferentes ou mudanças nos planos de longo prazo. Uma boa época para iniciar um novo projeto.

No dia 28, a Lua Cheia vai iluminar a distância entre a pose autossuficiente para a sociedade e a dependência afetiva do mundo interno, e lembrar que, apesar de opostos, estes dois aspectos precisam ser cuidados com carinho.

- O tempo de sagitário: a configuração do céu em dezembro na coluna de Monica Horta

- Veja as previsões de dezembro para todos os signos


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.