A astróloga Monica Horta conta em detalhes como será o mês para os geminianos

Na segunda metade do mês, com a aproximação entre Marte e Plutão no signo de Capricórnio, o que era amor vai se transformar em paixão e o que era o sonho de um novo caminho vai virar um impulso irresistível

Os geminianos, bastante confusos com a presença de Netuno no ponto mais alto do céu, continuam a ser beneficiados pela presença de Júpiter, que troca muita energia com Mercúrio, regente de Gêmeos.

Acontece que Mercúrio está em Sagitário, o signo regido por Júpiter. Quando estão um na casa do outro, dois planetas têm sua influência reforçada e podem funcionar como se cada um estivesse na própria casa. Nesse caso, a tendência para o exagero – típica de Sagitário – ainda é multiplicada por Netuno em Peixes.

O resultado pode ser uma torrente de palavras, declarações, discursos e movimentos que podem confundir mais do que explicar, principalmente entre os dias 6 e 26, quando Mercúrio vai estar aparentemente andando para trás. É importante aproveitar o bom humor e a sociabilidade oriundos dessa configuração, mas tomando muito cuidado para não ser indiscreto ou invadir o espaço e a privacidade dos outros. Mais do que nunca, é preciso lembrar que a gente só ajuda quem quer ser ajudado.

A oposição entre a Vênus em Libra e Urano em Áries está superativando a imaginação e a criatividade dos filhos de Mercúrio, que podem descobrir de uma hora para outra que estão convivendo com novas pessoas ou estão envolvidos num projeto de vida radicalmente diferente do que já tinham vivido antes. A ponte para esse tipo de mudança pode ser simplesmente um novo amor.

A Lua Nova do dia 13 vai cair na casa que está ligada à saúde, à ordem e ao trabalho cotidiano. Esta lunação, principalmente por estar em harmonia com Netuno, também em uma casa ligada ao trabalho, pode marcar o início de uma nova fase da vida profissional em que as mudanças provocadas por Netuno vão começar a fazer sentido. Como se, de repente, fosse possível perceber o que foi que nós viemos fazer neste planeta.

A Lua Nova também pode interferir na saúde, trazendo à luz sintomas difíceis de serem diagnosticados ou dando a partida num bem sucedido processo de cura.

Na segunda metade do mês, com a aproximação entre Marte e Plutão no signo de Capricórnio, o que era amor vai se transformar em paixão e o que era o sonho de um novo caminho vai virar um impulso irresistível.

Pode ser difícil, mas é importante lembrar que as coisas vão correr melhor para quem tiver a paciência de esperar Mercúrio voltar a andar para frente. A Lua Cheia do dia 28 vai iluminar o melhor caminho entre as muitas opções que vão se apresentar.

> Leia tudo sobre o Tempo de Escorpião na coluna de Monica Horta

> Veja as previsões de novembro para todos os signos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.