Facilidade de acesso é um dos motivos para resultado da pesquisa, acreditam especialistas. E você, acha sexo ou internet mais irresistível?

O que é mais irresistível, dar uma olhada no Facebook ou fumar um cigarro?
Getty Images
O que é mais irresistível, dar uma olhada no Facebook ou fumar um cigarro?

Pesquisadores da escola de negócios da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, mostraram recentemente que redes sociais como o Facebook, que acaba de alcançar a marca de um bilhão de usuários , são mais tentadoras do que fumar um cigarro ou fazer sexo.

Para a consultora em internet e redes sociais Pollyana Ferrari, professora da PUC-SP, os motivos principais do resultado são a proliferação de celulares com tecnologia 3G e a facilidade dos aplicativos. “Ficou muito tentador estar conectado o tempo todo”.

Para o estudo, 250 participantes usaram aparelhos Blackberry com os quais checaram as redes sociais, em média, sete vezes por dia, ao longo de 14 horas. Segundo o jornal britânico “Daily Mail”, os participantes deviam identificar e informar o desejo que sentiam ao longo do dia. Ao final, dar uma olhadinha nas redes sociais foi um dos desejos ao qual era mais difícil de resistir.

“Mundo cor de rosa”

Tal desejo, para Pollyana, também se relaciona com a facilidade de manter a zona de conforto no mundo virtual. “Uma relação a dois exige cuidado e investimento. Nas redes sociais, o mundo é bem mais cor de rosa”.

Esse mundo, sempre tão disponível, aplaca a solidão de usuários que procuram companhia durante noites insones. Segundo a psicóloga clínica Júnia Cicivizzo Ferreira, especialista em medicina comportamental, na rede é possível ter controle quase absoluto do que se faz.

Ninguém curtiu meu post?

Mas a pior consequência de exagerar nas redes sociais é chegar ao isolamento real, com milhões de amigos online e vida social mínima fora delas.

Ceder à vontade de checar os perfis com frequência faz com que isso se torne um hábito. “Às vezes as pessoas nem dormem direito porque ficam checando se chegou alguma mensagem”, diz a psicoterapeuta Denise Pará Diniz, Coordenadora do Setor de Gerenciamento de Estresse e Qualidade de Vida da Unifesp. Esse comportamento pode ser reforçado por carência, timidez, introversão ou outros conceitos, usualmente associados à autoconfiança – ou à falta dela.

Antes do comportamento se tornar automático, preste atenção. Se você abre mão de coisas importantes para ficar navegando, pode ser que veja o mundo virtual como única satisfação de prazer.

Leia também

- Pesquisa lista hábitos mais irritantes ao celular e na internet

- O Facebook pode prolongar a dor pós separação?

- Flagras nas redes sociais têm papel cada vez maior em divórcios

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.