Segundo os organizadores da enquete, o ponto de início da fase vai sendo "empurrado para frente" conforme a população envelhece. Há algum tempo, o marco era 36 anos

BBC

Para os britânicos, os 55 anos marcam o início da meia-idade
BBC
Para os britânicos, os 55 anos marcam o início da meia-idade

Na opinião dos britânicos, a fase da vida conhecida como meia-idade começa aos 55 anos, muito mais tarde do que se pensava anteriormente.

Mais de mil pessoas com mais de 50 anos responderam a uma enquete no site britânico Love to Learn , dando sua definição de meia-idade.

Na visão dos organizadores, o levantamento indica que, conforme a população envelhece, o ponto em que se considera o início da meia-idade vai sendo empurrado para frente. Anos atrás, alguns chegaram a considerar o início desta fase da vida aos 36 anos.

Na Grã-Bretanha, de acordo com dados estatísticos do governo, há hoje mais pessoas com mais de 65 anos do que com menos de 16 anos.

Embora sete de cada dez dos "cinquentões" ouvidos na enquete tenham se definido como de meia-idade, a média das respostas indica que a percepção de quando esse período da vida começa é de 54 anos e 347 dias.

'Estado de espírito'

Já uma minoria considerável dos entrevistados, de quase um em cada cinco (19%), avalia que a meia-idade só começa aos 60. E a mesma proporção afirma que ser de meia-idade é um "estado de espírito".

Outro dado interessante da enquete diz respeito ao ponto em que a meia-idade termina. As respostas apontam para uma média de 69 anos e 277 dias.

Isso sugere que a meia-idade hoje em dia dura 14 anos e vai bem além da idade de aposentadoria prevista pela previdência britânica, de 66 anos.

Um estudo recente da ONG Age UK aponta que os europeus consideram, em média, que a terceira idade começa aos 62.

Mas há divergências quanto ao final da juventude, que varia de 34 anos na Suécia para 52 na Grécia, sendo que a média europeia fica em 40 anos.

Outro dado importante é que, na enquete britânica, a maioria dos entrevistados manifestou uma atitude positiva quanto à idade, identificando uma série de benefícios em pertencer a esta faixa etária.

Gill Jackson, diretor do Love to Learn, defende que a meia-idade proporciona mais segurança. "Mais da metade disse que tem mais confiança e experiência do que as pessoas mais jovens e têm menos medo de cometer erros", afirma.

Leia mais
- Brasileiros estão mais felizes na terceira idade
- Campanha quer dar nova cara a símbolo que representa idosos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.