Experts em fotografia explicam o que fazer e o que não fazer na hora de registrar imagens para sites como Instagram e Facebook

Registrar um momento divertido com os amigos ou uma bela paisagem encontrada numa viagem. Também vale fotografar um apetitoso prato prestes a ser devorado ou as travessuras do pet.

Fazer fotos deste tipo e depois postá-las na internet, via aplicativos, é uma das novas manias dos internautas brasileiros e internacionais. Só no Instagram , o mais famoso de todos, são mais de 50 milhões de usuários em todo mundo, postando 5 milhões de imagens todos os dias. Essa febre está despertando o prazer de fotografar de muitos internautas. 

Mas com essa multidão de fotógrafos amadores o risco de fazer imagens iguais as de todo mundo é grande. Como evitar que isso aconteça? Para responder a essa pergunta, o Delas convocou os craques das lentes  Clicio Barroso Filho  e  Daniel Arantangy , que, além de profissionais da fotografia, são usuários ativos do Instagram.

Confira a seguir as dicas desses profissionais sobre o que fazer e o não fazer na hora mostrar seu talento com os cliques. 

Os aplicativos como Instagram estão despertando o lado fotógrafo dos internautas brasileiros e internacionais
Thinkstock Photos
Os aplicativos como Instagram estão despertando o lado fotógrafo dos internautas brasileiros e internacionais

Nas redes sociais, só vale celular 

“O Instagram é uma grande rede temática, onde a fotografia é o pretexto para as pessoas interagirem”, aponta Clicio. Ele ressalta que nos registros para o aplicativo, o olhar peculiar para o mundo é mais importante que a qualidade técnica. Neste sentido, fazer imagens com uma câmera profissional é tido como gafe entre os usuários das redes sociais.

Confira: Conheça o aplicativo de fotos Instagram

“Postou foto que não foi feita com celular? Ostracismo nele”, brinca o fotógrafo.Os celulares nem precisam ter câmeras muito poderosas. 3  megapixels já são suficientes, segundo o profissional. 

Fotos de paisagem estão entre as preferidas dos fotógrafos amadores da web
Ligia Helena
Fotos de paisagem estão entre as preferidas dos fotógrafos amadores da web

Tem que entender de fotografia?

Daniel responde à pergunta acima com um não convicto. “A técnica só é importante quando se busca um resultado específico”, explica o fotógrafo.

“Foto que é publicada nas redes sociais é interessante por outras características, como a espontaneidade, o acesso que a pessoa tem a algo que lhe é íntimo e particular”, prossegue o expert. “Amadores tiram fotos incríveis”, conclui. 

Para tirar boas fotos, é melhor luz natural ou flash? 

Mesmo dispensando a preocupação com a técnica, quem vai tirar uma foto sempre fica preocupado com a luz do ambiente. O uso ou não de flash também entra em questão.

“Se a ideia é ter um resultado mais realista, recomendo que o fotógrafo esteja de costas para a fonte de luz mais forte”, diz Daniel.

“Se estiver de frente, pode-se usar o flash para preencher as sombras”, prossegue o fotógrafo. 


Leia tambémProfissionais dão dicas para sair linda em fotos caseiras

Daniel diz ainda que quando se usa flash é bom estar próximo do objeto ou da pessoa fotografada. O uso do recurso também é recomendado quando se faz fotos a noite. Quem não quiser se preocupar com esses detalhes técnicos, pode deixar os ajustes com os celulares, a maior parte do vendidos no mercado faz automaticamente a regulagem. 

Nas redes sociais, vale mais fazer imagens inusitadas do que se preocupar com detalhes técnicos
Ligia Helena
Nas redes sociais, vale mais fazer imagens inusitadas do que se preocupar com detalhes técnicos
Como escolher o melhor foco e enquadramento

Cada vez mais equipados, os celulares também facilitam a vida na hora de ajustar o foco da foto de uma pessoa, uma paisagem ou um objeto. “Eles têm autofoco, ajustam automaticamente. Alguns aplicativos tem a opção de selecionar na tela a área de foco antes de fotografar, uma espécie de personalização”, conta Clicio. 

Também não há segredos em relação ao ângulo. “Dizem que nos agradam mais os enquadramentos que deixam o objeto principal da imagem em uma das linhas que dividem a foto em três terços. Mas acho isso uma besteira”, analisa Daniel, que prefere que essa decisão fuja do lugar-comum.

“Você está com o celular, que vai dar a você o resultado na hora, se não gostar, apague. Mas experimente ângulos diferentes. Tente subir num banco e fazer a foto de cima para baixo, colocar a câmera no chão, deixar um objeto desfocado em primeiro plano. Brinque, divirta-se”, sugere o profissional. 

Veja: Conheça Mike Krieger, o brasileiro do Instagram

Fuja do lugar-comum 

As paisagens estão entre as fotos mais postadas nas redes sociais. Em certos períodos do dia há chances delas ficarem mais bonitas, segundo Clicio. “Prefira o começo ou no fim do dia, quando a luz está bem rasante e os tons são mais quentes”, indica o fotógrafo. “Busque ângulos diferentes, saia do lugar-comum. É bom também se preocupar com o que está em quadro. Se tiver um poste feio na frente de montanhas lindas, tente não enquadrá-lo”, acrescenta Daniel. 


Um dos prazeres fotógrafos amadores é registrar suas aventuras na cozinha
Ligia Helena
Um dos prazeres fotógrafos amadores é registrar suas aventuras na cozinha

Para tirar boas fotos dos nossos pratos favoritos

O registro de pratos também têm suas particularidades. “A luz é muito importante para fotos de comida. Evite usar o flash ou qualquer fonte de luz dura e direta. Prefira as luzes suaves e laterais”, lembra Daniel. 

Além desses detalhes técnicos, Clicio ainda dá uma dica para evitar um “mico” nas fotos gastronômicas. “Não poste foto de sanduíche meio mastigado só para mostrar que está na lanchonete mais cara da cidade. É cafona!”, adverte o profissional. 

Ainda no campo das coisas a se evitar na mistura fotos e comida, os experts desaconselham tirar imagens de boca cheia. “Não gosto de fixar regras, mas pessoas mastigando não costumam ficar bem. O mesmo vale para quem está falando”, finaliza Clicio. 

Continue lendo:

>>> Assine a  Newsletter , curta nossa página no  Facebook  e siga o @Delas no  Twitter  <<<

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.