Pesquisa da Universidade da Califórnia sugere que correios devem se mandados em lotes e não individualmente

Provavelmente, você não precisa que um médico ou cientista diga isso, mas o seu e-mail pode acabar te matando. Pelo menos é o que sugere um novo estudo divulgado pela Universidade da Califórnia-Irvine. A pesquisa revelou que as pessoas que não olham seus e-mails constantemente no trabalho são menos estressadas e mais produtivas.

Excesso de e-mails torna o trabalho mais estressante e menos produtivo
Thinkstock Photos
Excesso de e-mails torna o trabalho mais estressante e menos produtivo
Produzido em conjunto com o Exército dos Estados Unidos, o trabalho foi intitulado ironicamente como “Um Desempenho Não Ditado Por Elétrons: Um Estudo Empírico Sobre Trabalhar Sem E-mail”.

Na pesquisa, 13 trabalhadores de um escritório típico aceitaram ficar cinco dias sem verificar o próprio e-mail.

Leia ainda:  Ninguém me ouve no trabalho

Nesse período de seca no correio eletrônico, os profissionais pesquisados se dedicaram mais às tarefas únicas. Eles também não ficaram alternando entre as janelas do computador como verdadeiros ‘escravos da caixa de entrada’.  

Os pesquisadores  também testaram os níveis de estresse dessas pessoas, colocando no corpo delas monitores de frequência cardíaca. Eles descobriram que o nível de estressamento desses indivíduos foi bem menor do que no período em que ficavam verificando o correio eletrônico regularmente.  

“D escobrimos que elas ficam menos estressadas ​​quando não têm o e-mail disponível no computador”, analisa Gloria Mark, professora de tecnologia que liderou o estudo. “O estudo indica também que precisamos alterar a forma como usamos o e-mail no ambiente de trabalho”, prossegue Gloria.

"Nós sugerimos o uso de uma prática que chamamos de “lote de e-mails”. Desta forma, as empresas mandam um agrupamento de e-mails uma vez ou duas vezes por dia, em vez de mandar vários sucessivamente”, aconselha a professora. “Pelo menos, os funcionários não ficam verificando o correio eletrônico a cada 10 minutos”, completa.

A pesquisadora sugere ainda que as pessoas tirem “férias do e-mail” por alguns dias na semana. No estudo, ela e sua equipe verificaram que os pesquisados chegavam a trocar as janelas do computador pelo menos 37 vezes a cada hora. Já quando estavam sem correio eletronico, elas mudaram 18 vezes, ou seja, menos da metade.

Mas  existe um lado ruim dessa questão de ficar um periodo sem  e-mails. Os participantes da pesquisa relataram que se sentiram isolados com a ausência do correio eletrônico. Mas eles encontraram uma solução fácil para esse problema. Pediram aos colegas que ainda tinham acesso às mensagens para informá-los sobre eventos importantes do trabalho.

Continue lendo: 
10 comportamentos insuportáveis no trabalho 
O 7 pecados profissionais da mulher no trabalho 
Namoro no trabalho exige comportamento cuidadoso

>>> Assine a  Newsletter , curta nossa página no  Facebook  e siga o @Delas no  Twitter  <<<



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.