Cresce o número de norte-americanos que tratam o excesso e a perda de peso sem meias palavras - e lançam livros sobre o assunto

Homens conversam sobre peso e escrevem livros e blogs sobre o assunto
Getty Images
Homens conversam sobre peso e escrevem livros e blogs sobre o assunto
Amplamente discutido, o excesso de peso – e a perda dele – vem ganhando mais notoriedade entre os homens. Enquanto para as mulheres emagrecer é um assunto importante desde que os padrões de beleza afinaram, os homens de alguns anos atrás não demonstravam se importar tanto com isso. Hoje, eles resolveram descer da balança e falar abertamente sobre o assunto, como fez recentemente Frank Bruni, ex-crítico de restaurante do “New York Times”.

Em busca de contar ao mundo sua relação com a comida, que hoje consegue manter saudável após passar por infindáveis dietas e até pela bulimia, Bruni escreveu “Born Round” (“Nascido Redondo”), livro lançado no final de 2009 nos Estados Unidos em que conta suas memórias e sua batalha contra o excesso de peso. O comediante Jeff Garlin aproveitou o barco e fez o mesmo e falou sobre compulsão alimentar e perda de peso com “My Footprint” (“Minha Pegada”), lançado no início deste ano.

Além do crescimento do número de homens falando abertamente sobre o assunto, empresas voltadas para o emagrecimento resolveram dar mais atenção ao público masculino. Um exemplo é o programa virtual criado em 2007 pelo “ Vigilantes do Peso ” norte-americano para atender as necessidades dos homens na hora de perder os quilos extras. Outro exemplo é o ator Jason Alexander, conhecido por seu trabalho no seriado “Seinfeld”, que se tornou porta-voz do programa de nutrição e perda de peso Jenny Craig .  

Ao ser questionado pelo site da revista Newsweek.com, Bruni conta que se sente mais à vontade hoje para falar do assunto do que se sentia no passado e, atualmente, vê a preocupação masculina com a perda de peso como uma extensão da metrossexualidade. No entanto, o norte-americano Russ Lane acredita que os homens ainda não foram encorajados a procurar ajuda para emagrecer. Muito pelo contrário.

Segundo a Newsweek.com, Lane lançou o blog SecondHelpingOnline.com para falar sobre a vida após a perda de peso. “Homens tendem a ser negligenciados quando se trata do assunto”, afirma o blogueiro. Ele, que passou de 130 quilos para 80, explica que foi extremamente julgado quando alcançou a marca de perda de 50 quilos em 2006. “Foi extremamente alienante. Era uma questão tão feminina até então que eu não estava autorizado a falar sobre ela”, revela.

Karen Miller-Kovach, cientista chefe do Weight Watchers International e autora do livro “She Loses, He Loses: The Truth About Men, Women, and Weight Loss” ("Ela perde, Ele perde: A verdade sobre homens, mulheres, e a perda de peso"), acredita que a popularidade da Dieta de Atkins, conhecida no mundo por recomendar que você coma bastante carne, ovos, queijo e até mesmo bacon, fez com que homens se expusessem mais para perder peso e conta que eles estão em busca de ajuda. Segundo ela, o número de homens que procuram ajuda no programa aumentou em 10% ao longo dos anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.