Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Como descobrir se ele está te traindo?

A lista de indícios de que tem outra mulher no pedaço é bem maior do que uma simples (e clássica) marca de batom na camisa. Fique esperta e confira os nove maiores sinais de infidelidade

Nina Bellino

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ModeloiG%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237491692128&_c_=MiGComponente_C

Apesar de uma pesquisa norte-americana ter apontado que os homens, além de traírem mais, são mais espertos do que a gente na hora de descobrir uma traição, o nosso cornômetro funciona bem, obrigada. A mulher nasce com instinto detetive. Uma hora ou outra descobre que está dividindo o parceiro com alguém, garante a psicoterapeuta e sexóloga Mara Pusch.

Nem tudo é o que parece
Do inofensível ato de sair de perto para atender ao celular à grave falta de tesão, o rol de atitudes suspeitas é extenso. Mas, para serem confirmadas, essas atitudes precisam acontecer com frequência. Então, nada de surtar cada vez que o telefone tocar ou ele disser que está cansado demais para transar. Pode ser que esteja somente resolvendo um assunto profissional ou enfrentando problemas sérios no trabalho.

Montando um dossiê
Na iminência de uma traição, a calma e o bom senso costumam ser os melhores conselheiros. Foi essa a atitude da publicitária Eliane*, 28 anos. Comecei a desconfiar do meu namorado ao ver sua conta de telefone. Um número que se repetia diariamente e em longas chamadas chamou minha atenção. Pior foi constatar que até no dia dos namorados o danado estava lá! Não fiz nada naquele momento, mas guardei o celular, conta ela, que esperou juntar mais provas para encostar o cara na parede. Ele assumiu o affair e jurou não querer saber mais da outra. E parece estar cumprindo o prometido. Tanto que até já fala em casamento.

Bloqueio inconsciente
Não enxergar o chifre, por mais que ele esteja na cara, acontece. É o caso da designer Isabel*, 37 anos. Juntos há um ano, era comum eu emprestar o carro ao Carlos*. Até que, depois de uma das suas saídas com os amigos, encontrei a carteira de identidade de uma garota debaixo do banco. Quando perguntei o que significava aquilo, ele respondeu ah, é da namorada do fulano; dei carona para eles ontem à noite e deve ter caído. Não acreditei muito naquela desculpa, mas deixei passar. Com medo de brigar, de ficar sozinha, decidi não fazer nada, recorda ela que, meses depois de conviver com o fantasma, acabou trocada pela dona do RG. A falta de atitude nem sempre significa covardia assumida. Algumas mulheres aceitam a traição porque não conseguem lidar com ela. Preferem não sair da zona de conforto pois há muita coisa envolvida, como filhos pequenos ou uma carência mal resolvida, comenta a especialista em comportamento.

Mergulho profundo
Chiliques são inevitáveis quando a infidelidade é confirmada. Essa é a hora de extravasar a raiva, mas nenhuma atitude deve ser tomada de cabeça quente, aconselha a psicoterapeuta, que sugere uma análise da situação e uma boa conversa com o outro. Primeiro para tentar descobrir o que o teria levado a pular a cerca. A mulher pode estar dando atenção apenas à carreira, por exemplo. Só entra alguém no relacionamento quando há uma abertura. Por isso é essencial pensar na responsabilidade de cada um, indica. Outra reflexão importante é saber o que fazer com essa dolorosa descoberta. Vale a pena continuar investindo na relação? Os momentos bacanas vividos pelo casal superam a traição?, questiona.

A hora da decisão
Se depois de todo esse processo você resolver perdoar, tudo bem. Mas tem que esquecer mesmo do assunto, não ficar imaginando possíveis recaídas e transformar a relação num inferno. Procure ainda não se intimidar com a opinião alheia. Preocupe-se com você e no que a fará feliz. Às vezes, a pessoa até perdoa a traição, mas não suporta pensar no que os outros irão comentar, destaca Mara Pusch. E se resolver virar a página e seguir seu rumo sozinha, tudo bem também. A vida é feita de escolhas, e você deve fazer as suas, sempre consciente do que virá com elas.

Prova dos nove
Acompanhe aqui nove sinais de que a infidelidade está próxima, apontados por Mara Push e pela conselheira amorosa Renata Alarcon. Lembre-se: um evento isolado não significa traição. Mas fique de orelha em pé se ele...
 
1. Não lhe dá mais atenção. Por mais que você tente puxar conversa, ele parece sempre distante e desinteressado pelo que acontece na sua vida.

2. Passa a ter ciúmes excessivos. Por mais contraditório que pareça, pode acontecer dele surtar com um simples olhar seu para o lado. É, quem faz, cuida...

3. Fica irritado por qualquer coisa. Se você está calada, ele reclama. Se você fala, também. Nada que você faça ou diga parece agradar o moço.
 
4. Sai de perto quando o celular toca. Além de falar tão baixinho que nem o ouvido mais apurado é capaz de entender, muitas vezes desliga o telefone quando estão juntos.

5. Dificilmente atende suas ligações. Uma hora o celular está desligado, na outra toca até entrar na caixa postal. Acabou a bateria, o lugar não tinha sinal, esqueci no escritório ou vou trocar essa porcaria, tá com defeito costumam ser suas desculpas.

6. Começa a trabalhar demais. Ele continua no mesmo emprego, mas passa a fazer hora extra à noite e a trabalhar muuuito nos fins de semana, inclusive com viagens.  

7. Troca sua companhia pela dos amigos. Deixa você de fora de todas as baladas, happy hours e festinhas que aparecerem. Só vai ter homem, diz.

8. Virou a vaidade em pessoa. Se antes ele era até desencanado demais com o visual, agora só usa roupa de grife e aposentou as cuecas velhinhas. Sem falar do corte de cabelo moderno e da manicure impecáveis.

9. Perdeu o apetite sexual. Este é um dos piores sinais. De uma hora para outra, o tesão desaparece. E o sexo, que antes era constante, está cada vez mais raro e ele até evita ficar sozinho com você.

Leia mais sobre: infidelidade

Leia tudo sobre: amorcasalcasamentoinfidelidademulhernamoradonamororelacionamentorelaçãosexotraiçãotraída

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG