É tempo de colocar a vida nos eixos e tomar decisões que podem ter sido adiadas no mês passado

Em julho Mercúrio volta a andar para frente, deixando todos mais leves e focados
Arte iG
Em julho Mercúrio volta a andar para frente, deixando todos mais leves e focados

Julho vai começar com o pé direito porque Mercúrio, o planeta que toma conta dele e também de seu irmão pé esquerdo, finalmente vai voltar a caminhar para frente. Ele estava, aparentemente, andando para trás desde o dia 7 de junho. Uma ilusão de ótica, mas que interfere na nossa maneira de interpretar o mundo.

Quando as asinhas que enfeitam os calcanhares do deus mensageiro resolvem bater devagar, as coisas aqui embaixo também mudam de velocidade, ou de direção.

Nada de muito trágico, mas muitas vezes surpreendente. Como Mercúrio rege a precisão dos movimentos dos pés e das mãos, o fato dessa trajetória retrógrada ter acontecido logo no começo da Copa do Mundo foi, no mínimo, uma brincadeira do espertíssimo “deus dos trapaceiros”.

Os jogos começaram logo com um gol contra, e o que é pior: nosso. A favorita Espanha foi eliminada na primeira fase. A Inglaterra e Portugal também. Uma das grandes estrelas do Uruguai regrediu até o tempo em que estava na creche e mordeu um adversário.

>> Veja também: previsões diárias para todos os signos

Mas, estranhamente, os problemas nos transportes e nos deslocamentos que costumam acompanhar o movimento retrógrado de Mercúrio não apareceram. Provavelmente graças à harmonia entre Júpiter e o Mercúrio do mapa astral do Brasil.

Mas Mercúrio deve ter se divertido muito. Para começar, bagunçou todos os bolões. Quem entende um mínimo de futebol, quebrou a cara. Seleções das quais se esperava pouco, como a Costa Rica, conseguiram resultados maravilhosos. E as previsões pessimistas sobre o que aconteceria nessa Copa se mostraram completamente erradas.

Mas a partir de 1º de julho as coisas voltam para os trilhos. Na manhã da quarta rodada da segunda fase, Mercúrio volta a andar para frente e deve mudar a qualidade dos jogos. Nada de muito espetacular, mas mudanças pequenas e importantes. Menos passes errados, mais precisão nos lançamentos. Até a pancadaria deve diminuir, porque a quadratura entre Marte e Plutão, o clássico significador de violência que estava muito forte no jogo de abertura, já está se desmanchando.

>> Veja também: Previsões para todos os signos em 2014
>> Sinastria: Combine os signos e veja se vocês dão certo juntos

Mas mesmo para quem não está jogando, a nova velocidade de Mercúrio vai trazer novidades. Alguma coisa muito leve, como se todo mundo ficasse um pouquinho mais esperto, com maior capacidade de concentração. Com isso se erra menos e às vezes se descobre saídas para situações que estavam emperradas.

Até o final da Copa , e até bem depois disso, Netuno em Peixes vai continuar inspirando o Marte em Escorpião do mapa astral do Brasil e fazendo ressurgir um sopro de futebol arte que cai tão bem na nossa seleção e que não aparecia há muito tempo. Não garante a vitória, mas alegra o coração de quem gosta de futebol.

Mas, ao mesmo tempo, Netuno também vai continuar a desafiar a Lua em Gêmeos do nosso mapa astral e a fomentar o chamado “comportamento de manada”, que sempre existe em potencial nas multidões.

Talvez treinada pelas “olas”, a torcida responde, e praticamente obedece a qualquer estimulo forte. Não interessa se é para o bem ou para o mal, se é para festejar ou se é para quebrar. O pessoal da publicidade é que entende da maneira mais fácil como usar essa energia.

Ainda bem que Mercúrio, agora superligado, vai entrar em Câncer na madrugada do dia do jogo da final e ajudar Netuno a impulsionar o nosso Marte.

A astrologia não pode saber nem ao menos se a nossa seleção vai estar nesse jogo, mas pode dizer que a nossa autoestima vai estar ótima. Não há complexo de vira-latas que resista a um Urano em trígono com Vênus e a um Mercúrio em trígono com Marte.

Ou seja, se nós ganharmos a Copa, ótimo, mas se isso não acontecer não vamos perder a esportiva. Nem tentar morder ninguém. Mas, mesmo com a ressaca da Copa do Mundo, a segunda metade do mês vai ser muito interessante.

Na manhã do dia 16 , Júpiter, o mais benéfico de todos os planetas vai entrar no signo de Leão e começar a distribuir uma energia de fogo que vai oferecer um brilho raro para a Vênus em Leão do mapa astral do Brasil. É o nosso lado gentil e sedutor que vai estar iluminado.

No dia 18 , vai ser a vez de Vênus entrar no signo de Câncer e fazer companhia a Mercúrio. Com essa parceria, as comunicações se enchem de afeto e as palavras estão sempre querendo se transformar em poesia.

No dia 22 , o Sol entra no signo de Leão e se aproxima de Júpiter, que parece estar esperando por ele. Os dois se encontram no dia 24 , o mesmo dia em que Vênus vai fazer um lindíssimo aspecto com Netuno e Mercúrio vai estar perfeitamente sincronizado com Saturno.

Será que é possível alguém ter, ao mesmo tempo, a segurança de um sábio, o romantismo de um poeta e a inteligência de um cientista? Ser for, o dia é esse. Sorte para as crianças que nascerem neste tempo. Não precisa ser no dia exato, mas é por aí.

O único desafio deste dia é lidar com a energia caótica e explosiva de Urano que está sempre pondo lenha na fogueira. A tendência para tomar decisões radicais é muito grande.

Vale a pena prestar atenção nesta quinta-feira e olhar com cuidado a área do próprio mapa astral que está colorida pela energia de Leão.

O tempo é perfeito para tomar decisões, mas para agir pode ser melhor esperar a madrugada entre os dias 25 e 26 quando Marte finalmente abandona as amarras elegantes do signo de Libra e encontra sua verdadeira natureza no signo de Escorpião.

Um sinal claro do clima guerreiro que vai aumentar durante as eleições. Marte está voltando ao mesmo lugar em que estava no dia em que o Brasil se tornou independente. Como está num signo que ele mesmo rege e apoiado por Netuno, que também está na própria casa, dá para esperar um tempo de luta forte, mas muito mais às claras do que a que vem acontecendo até agora.

Marte em Escorpião corta fundo, mas não admite traições ou ataques sem fundamento.

O mês termina com uma flagrante desarmonia entre o Sol e Netuno. De alguma forma, a vida vai ressaltar a quase impossível harmonia entre o individualismo do signo de Leão e a compaixão do signo de Peixes. A leonina afirmação do “eu” vai bater de frente com a capacidade pisciana de “sentir o sentimento do mundo”.

Vai começar um tempo muito bom para se refletir como esses dois aspectos da nossa personalidade conseguem conviver.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.