Sob essa influência, a coisa mais fácil do mundo é falar demais, errar nas expectativas e sonhar com o impossível

Tempo de Sagitário: discursos brilhantes, decisões rápidas e surpreendentemente acertadas
Arte iG
Tempo de Sagitário: discursos brilhantes, decisões rápidas e surpreendentemente acertadas

Já está todo mundo pensando em 2014 e quase ninguém se lembra que antes da chegada do ano novo existe um mês de dezembro inteirinho para se viver.

Leia também
O perfil de cada signo
As preferências sexuais de cada signo

Isso costuma acontecer todo fim de ano e dezembro já está acostumado a ser representado por um velhinho de barba branca que já deu o que tinha que dar.

O tempo de Marte em Libra é o tempo da vitória da estratégia e da diplomacia sobre a intolerância e o mau-humor

Um erro muito grave. Se cada dia da vida pode mudar o nosso destino, imagine o que um mês pode fazer. Olhar só para o futuro tem como consequência a desatenção e o desperdício do presente.

Mas a atenção ao momento presente é uma das ideias chave do zen budismo e a pedra fundamental dos haikais, forma de poesia japonesa antiga que atraiu e atrai poetas de todo mundo. Como Paulo Leminski, por exemplo.

Por isso as previsões para dezembro começam com um dos seus lindos haikais:

Pra que cara feia?
na vida
ninguém paga meia

Mas vamos a dezembro porque ele acabou de chegar. Cheio de novidades e de potenciais que ainda não se manifestaram.

Logo no dia 2, uma Lua Nova animadíssima: o Sol e a Lua em Sagitário aproveitam a energia flamejante de Urano em Áries para distribuir pelo mundo um desejo quase irresistível de fazer da vida alguma coisa que valha a pena. Preste atenção nos assuntos ligados à casa do seu mapa onde está o signo de Sagitário. E não estranhe a sensação de urgência que pode vir dali.

Reflita sobre essas novas ideias e desejos, sem medo de ser arrastado por eles. Quatro planetas em signos de terra estão lhe oferecendo um senso de realidade e um espírito de crítica que vão examinar com lupa cada impulso inesperado.

Leia também: signos influenciam a personalidade da criança?

Enquanto isso, a parceria entre Júpiter, Saturno e Mercúrio vai lhe ajudar a pensar sem esforço e analisar a realidade com profundidade.

Acontece que, no dia 4, Mercúrio abandona a profunda concentração que exibiu quando estava em Escorpião para aderir à dispersão criativa do signo de Sagitário. Para complicar, bate de frente com Netuno, abrindo um flanco enorme para a invasão do pensamento lógico pela imaginação.

Sob essa influência, a coisa mais fácil do mundo é falar demais, errar nas expectativas e sonhar com o impossível.

Um pouco complicado, mas não trágico demais. Apesar dos exageros, as ideias que vão surgir aí podem ser muito boas e funcionar bem quando a realidade mostrar limites e botar as coisas no lugar.

Faça sua sinastria

No dia 7 é a vez de Marte mudar do signo de Virgem para o signo de Libra. Teoricamente, esse é um lugar no céu onde ele não está muito bem, mas volta e meia aparece um grande atleta (como Pelé, por exemplo) com Marte no signo regido por Vênus. Coisas do futebol-arte...

O tempo de Marte em Libra é o tempo da vitória da estratégia e da diplomacia sobre a intolerância e o mau-humor.

Depois do dia 9, Mercúrio estabelece uma parceria espertíssima com Urano. Começa um tempo de discursos brilhantes e de decisões rápidas e surpreendentemente acertadas. Tempo de confiar na intuição.

No dia 17, a linda Lua Cheia ilumina o eixo que une Gêmeos a Sagitário. Um eixo que está ligado a todos os tipos de troca, tanto intelectuais como materiais. Para o comércio é até covardia, com a proximidade do Natal e a oposição entre Marte e Urano estimulando as compras por impulso. Ainda bem que Vênus em Capricórnio dá uma travada no consumismo descontrolado.

Mas as trocas mais importantes acontecem no campo intelectual, da literatura e das discussões sobre ética e filosofia de vida. Gêmeos é o signo das perguntas, Sagitário, o das respostas. Gêmeos estimula as dúvidas, Sagitário só se contenta com certezas. Os meios de comunicação vão estar a mil por hora e é preciso ter muito cuidado com boatos ou informações tendenciosas.

A harmonia entre Júpiter e Saturno vai ajudar a equilibrar um pouco o excesso de discussões.

Essa influência se dilui a partir do dia 21, com Mercúrio entrando em Capricórnio, e no dia 24, com a chegada do Sol a esse signo onde já estão Plutão e Vênus.

Não vai ser tão difícil fazer o almoço de Natal acontecer em paz, principalmente depois de uma boa conversa com os jovens que são mais sensíveis à tensão entre Marte e Urano.

Nessa mesma época, o Sol vai estar em harmonia com Netuno, o que fortalece o sentimento de fé e de amor universal que sempre foi a razão primeira da festa do Natal. A chave para ter um Natal tranquilo é não aceitar provocações.

A partir do dia 22, Vênus começa aparentemente a caminhar para trás no céu. Se for possível, faça todas as compras de Natal antes desta data. O que for comprado durante a retrogradação de Vênus tem boa chance de não agradar o presenteado e acabar sendo trocado.

Essa é uma influência meio chata, mas, pensando bem, é coisa comum nessa época do ano. Como Vênus também é a senhora do amor, relações antigas podem ressurgir nesta época, mas vai ser preciso esperar até o mês de fevereiro (quando Vênus volta a andar para frente) para ver se o “revival” vai durar ou foi só uma saudade passageira.

No último dia do ano, uma grande conjunção de planetas em Capricórnio vai reavivar a tensão com Urano que tem trazido reviravoltas, tanto pessoais como políticas, desde 2008. Esse tipo de configuração muitas vezes também coincide com acidentes ou catástrofes naturais.

É melhor não se expor a situações de risco na festa do ano novo e tentar confiar na boa influência de Netuno que, afinal de contas, é o senhor de todos os milagres.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.