A bonita configuração do primeiro dia do mês nos dá motivos para acreditar que mudanças profundas estão acontecendo e podem estar nos levando para um mundo melhor

Tempo de touro: Netuno, que está em Peixes, nos diz que a bondade tem mais valor do que a esperteza
Arte iG
Tempo de touro: Netuno, que está em Peixes, nos diz que a bondade tem mais valor do que a esperteza

Depois de um mês de abril que deixou todo mundo de cabelo em pé, nada mais justo do que esperar um mês de maio tranquilo, cheio de flores e noivas, mulheres bonitas anunciando que ainda é possível se acreditar em felicidade... de preferência, para sempre.

Leia também
- As preferências sexuais de cada signo
- Os signos influenciam a personalidade da criança?

O que é realmente necessário para a nossa segurança pessoal: um grande amor, dinheiro no banco ou uma saúde perfeita?

Provavelmente a expectativa de felicidade nunca vai desaparecer do coração dos homens, mas o conceito de “sempre” é que anda mudando. Apesar de toda a resistência da energia conservadora representada pelo signo de Touro, que é o que ocupa a maior parte do mês de maio.

O mês começa com o Sol, Mercúrio, Vênus e Marte neste signo enfrentando os profundos questionamentos de Saturno, que está solidamente plantado no signo oposto: Escorpião.

Os dois eclipses que acontecem neste mês, na Lua Nova e na Lua Cheia, também ativam esse eixo e apontam para o tema mais importante do mês: o que é realmente necessário para a nossa segurança pessoal. Um grande amor, dinheiro no banco ou uma saúde perfeita?

Quem pode ajudar a responder a essas perguntas é Plutão que, do signo de Capricórnio, funciona como um intermediário entre a coragem e a sensualidade de Marte perto do Sol em Touro e o medo que vem do desapego exaltado por Saturno em Escorpião. Plutão nos diz para não resistir e deixar que vida siga o seu curso.

Esta mesma intermediação também está sendo feita por outro gigante do céu: Netuno, que está em Peixes. O planeta do sonho e da sensibilidade nos diz que a bondade tem mais valor do que a esperteza.

A bonita configuração do primeiro dia do mês nos dá motivos para acreditar que mudanças profundas que estão acontecendo podem estar nos levando para um mundo melhor.

Mercúrio, o deus da comunicação, começa o mês nos fazendo falar pouco e andar com cautela. Mas no meio do mês vai entrar em seu domicílio, Gêmeos, e agilizar todos os processos que estão em curso. Agilizar até demais: o perigo é a quadratura com Netuno, que pode nos fazer falar demais ou tomar alegremente o caminho errado, movidos apenas por uma ideia atraente. Quem vai sentir mais esta influência são os nativos de Gêmeos e de Virgem, que são regidos por este planeta ou os que têm o ascendente e o meio do céu nestes signos.

Mas não é a toa que maio se orgulha de ter a luz mais bonita do ano. Até a Lua Nova, que acontece no dia 9, o céu vai ser comandado por Vênus – que, por estar andando na frente do Sol, vai poder ser vista de manhã bem cedo, como estrela matutina. Vai valer a pena perder algumas horas de sono para assistir ao espetáculo da deusa do amor e da imaginação gloriosamente instalada no seu trono.

A partir da Lua Nova, ela vai continuar aparecendo muito bonita, mas vai estar em Gêmeos e, por isso, recebendo ordens de Mercúrio. Se no começo do mês ela exalta os amores e as coisas duradouras, a partir daí fica mais solta, mais capaz de perceber alternativas no caminho da felicidade.

O povo de Touro pode se enrolar com dúvidas, mas o pessoal de Libra - o outro signo regido por Vênus - vai se sentir muito mais à vontade. Principalmente porque Júpiter também está em Gêmeos e todos os processos mentais vão estar valorizados.

Depois da Lua Nova, quem quiser buscar a felicidade vai ter que aprender a falar de amor. Pena que Vênus vai estar em desarmonia com Netuno e isso pode distorcer as imagens criadas pela imaginação.

Aquele senso de realidade do começo do mês vai ser substituído por uma imaginação meio sem limites, mas que também pode criar coisas belas. Salvador Dalí que o diga.

Não dá para esquecer que Vênus vai estar em harmonia com Urano e pode oferecer ao mundo um tipo de arte, ou de ideologia, que ainda ninguém viu.

No dia 20, o Sol entra em Gêmeos e vai se juntar ao grupo onde estão Mercúrio, Vênus e Júpiter, promovendo uma falação que atrapalha muito a necessidade de recolhimento oriunda da harmonia entre Saturno e Netuno. Esse silêncio é importante para assimilar os conhecimentos novos.

A pareceria entre Júpiter e Mercúrio pode nos trazer a sensação de que nossa capacidade lógica e cognitiva nunca estiveram tão boas, o que é verdade, mas pode não nos deixar perceber que nenhum conhecimento está realmente enraizado se não passar por um processo de reflexão e, principalmente, se não for testado pela razão e experiência prática.

Este é o tema mais importante da Lua Cheia que vai acontecer no dia 24, com o Sol em Gêmeos e a Lua em Sagitário.

Com Netuno desafiando ao mesmo tempo o Sol e a Lua, o céu nos avisa que o caminho que leva de Gêmeos até Sagitário é o mesmo que leva do conhecimento à sabedoria. O eclipse que vai esconder uma parte da Lua é um aviso de que a razão deve se sobrepor ao sentimento e que o futuro deve nos preocupar mais do que o passado.

Conheça o perfil de cada signo do zodíaco

Acompanhe seu horóscopo diário no Delas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.