Na hora do sexo, respire fundo, esqueça o roteiro tradicional e explore novos locais no corpo de seu parceiro para tornar a noite inesquecível

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ModeloiG%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237491667731&_c_=MiGComponente_C

Há muito mais entre o céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia. A frase que ganhou vida pela pena de Shakespeare também pode ser aplicada aos nossos conhecimentos sexuais: por comodismo, preguiça ou timidez, muitas de nós costumam se ater ao roteiro básico quando o romance chega à cama. Mas podemos ¿ e devemos ¿ inovar. Que tal uma viagem de exploração por pontos erógenos menos conhecidos no corpo deles?

Teoricamente, qualquer ponto do corpo pode virar uma zona erógena, diz Fátima Protti, psicóloga e terapeuta sexual. Isso porque, além da resposta fisiológica, a sexualidade considera também o aspecto psicológico. Os lugares de prazer variam de acordo com as fantasias de cada um, ensina Carmen Janssen, sexóloga, especialista em Educação Sexual e autora do livro Massagem Sensual para Casais Enamorados. O que para uns é afrodisíaco, para outros pode ser perversão, completa.

Carmen explica que as áreas do corpo com maior quantidade de terminações nervosas são muito mais sensíveis aos estímulos táteis. No entanto, partes onde a camada externa da pele é mais fina também costumam provocar maior excitação sexual, embora a intensidade no prazer experimentado varie de um indivíduo para outro.

Fátima aconselha: o importante mesmo é estar disponível para o momento sexual. Afinal, as preferências de cada um são tão pessoais quanto uma impressão digital. Por isso, fique atenta à disposição do seu parceiro e vá experimentando, aos poucos, até perceber o que ele gosta. Você pode começar dando mais atenção a...

1. Mamilos: eles são cheios de terminações nervosas e tocá-los levemente produz sensações muito boas. Para a gente não é uma delícia? Pois, fisiologicamente, para eles também.

2 Nádegas: vença o desconforto que eles têm quando o assunto é a parte de trás tocando-os sensivelmente na região, com a ponta dos dedos, quase sem encostar as mãos.

3. Rosto: sim, ele também pode ser uma área erógena! Estimular o rosto do seu parceiro com o seu próprio ¿ tocando as bochechas e as proximidades da boca ¿ é uma boa pedida.

4. Interior da coxa: a região fica bem próxima ao órgão genital e pode ser estimulada com os lábios, a língua ou as mãos.

5. Períneo: um verdadeiro tabu para os homens, o períneo é a área entre os testículos e o ânus. Com o homem deitado, pode-se estimular o períneo empurrando-o para dentro em movimentos circulares, o que estimula a próstata, ensina Carmen.

Veja também que locais ele pode explorar em você .


Carmen Janssen ¿  site ou (19) 3826-1785
Fátima Protti - (11) 9900-1989 ou  e-mail

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.