Vidros amplos deixam a luz entrar e integram o ambiente à área externa

Em tempos de economia de energia e crise econômica, projetos que aproveitam os recursos naturais são cada vez mais valorizados. Todos os dias, dezenas de opções são criadas para que se utilize a menor quantidade de energia elétrica possível, pois além de prejudicar o meio ambiente, o uso em excesso pode resultar em contas elevadas. Por isso, consultamos arquitetos em busca de boas soluções e descobrimos que vidros amplos podem ser a melhor opção.

Veja a galeria de fotos

Na sala de estar projetada pela arquiteta Emmília Cardoso em parceria com Vera Barros, a aposta foi a utilização de uma porta de correr de vidro bem ampla, centralizada na entrada principal. A arquiteta utilizou janelas de vidro de correr que seguem a tendência da porta, o que trouxe ao ambiente uma maior integração com a sala de jantar e a área externa, conferindo sensação de amplitude.

Segundo Emmília, a única interferência necessária como complemento da iluminação externa foram leds instalados pontualmente em locais exclusivos no teto, com a finalidade de destacar os objetos e móveis na decoração, como a mesa de centro e estante, de design exclusivo da arquiteta.

Para ganhar privacidade e barrar a luz, quando necessário, foram escolhidas cortinas de tecido leve, que deixam passar um pouco de luz sem serem transparentes. Os móveis de cores claras e neutras ajudam a compor um ambiente mais claro.

Cozinha iluminada

A cozinha reformada pela arquiteta Sylvia Ferraro ganhou, além da janela ampliada, uma porta de vidro, aproveitando a luz e a bonita vista da área externa. Com uma vista assim, nem parece que a casa fica dentro da cidade. O clima tranquilo se completa com os móveis de madeira imbuia, a pia de granito e as flores bem tropicais no centro da mesa de laca com tampo de vidro.

Em busca de soluções para valorizar a luz natural no projeto de um restaurante, o empresário Matheus Silveira, dono da Primovidros, desenhou portas e janelas amplas que pegam uma parede inteira. O ambiente, que tem iluminação baixa e móveis escuros, ganhou vitalidade com a iluminação externa. A paisagem lá fora, composta por árvores e uma piscina, também se torna convidativa e é um atrativo para quem está sentado do lado de dentro.

Para iluminar a sala ampla, porém estreita e com pé direito baixo, a solução encontrada por Silveira também foi uma grande porta de vidro de correr. Unindo-se ao jardim, os móveis em tons terrosos conferem ar de casa de campo ao ambiente.

O gazebo da casa não precisava de mais nada para ficar completo, mas a parede de vidro projetada por Silveira dá privacidade e mais opções para o morador, que pode optar por manter o vidro aberto ou fechado, de acordo com a necessidade.


Leia mais sobre: iluminação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.