Especialistas dão dicas de como aproveitar o fim do ano para arrrumar a casa sem ter dor de cabeça

alt
evitar problemas na hora de encontrar um profissional disponível" /
Getty Images
Planeje a reforma com antecedência para
evitar problemas na hora de encontrar um profissional disponível
Com a chegada do 13º, os feriados do fim do ano e as altas temperaturas, muita gente se anima a começar a reformar a casa no verão. Mas, para tirar o melhor proveito da situação sem que a obra se torne um inferno, vale a pena levar em consideração algumas dicas dos especialistas.

Planeje com antecedência

No fim do ano, os empreiteiros costumam ter mais trabalho e você corre o risco de não conseguir um bom profissional disponível para cuidar da sua obra. “Todo mundo quer reformar ao mesmo tempo, então, os fornecedores ficam atolados e com prazos muito mais extensos por causa da demanda”, diz a arquiteta Carla Dichy.

“Mesmo com planejamento, lembre-se de ficar em cima. Cobre os profissionais e, quanto antes decidir contratar ou encomendar a obra e os detalhes necessários, mais chances terá de ver os prazos serem cumpridos”, completa.

É época de liquidações

Entre o fim e o começo do ano, a maioria das lojas de material de construção e decoração abre sua temporada de descontos. Aproveite para economizar.

Priorize cozinha e banheiros

“Concentre a obra em áreas que não podem ser trabalhadas em outra época do ano”, diz o arquiteto Maurício Queiroz. Afinal, sem os moradores, que podem aproveitar o período de férias para viajar, o transtorno fica bem menor.

Tome cuidado com a chuva

Se a reforma for no telhado, evite-a nessa época do ano, quando as chuvas forte e repentinas são frequentes . “A umidade pode atrasar ou inviabilizar os trabalhos”, afirma o arquiteto Leonardo Junqueira.

Cavar a terra para fazer uma piscina e montar um jardim quando o tempo está úmido pode ser mais complicado com a terra fofa e barrenta.

Pinturas não secam tão bem quanto no inverno e podem dar mais trabalho. Também não é o momento ideal para resolver problemas com infiltrações, porque dificilmente poderão ser consertadas adequadamente com a umidade excessiva.

Viaje com a família e deixe a obra por conta de especialistas

“Aproveitar a época de férias para reformar a casa é uma excelente ideia se a família for viajar. Nesse caso, contrate um profissional de sua confiança (arquiteto ou decorador) dois meses antes de sua viagem e já deixe tudo escolhido, comprado e organizado. Assim, a pessoa viaja e quando volta encontra tudo ou (quase tudo) pronto”, afirma a arquiteta e decoradora Isabella Nalon.

Se não for viajar, afaste as crianças

“Obra é sinônimo de gente nova em casa, pó e materiais perigosos, como pregos e objetos pontiagudos, espalhados para todos os lados”, resume Maurício Queiroz. Por isso, utilizar o imóvel ao mesmo tempo em que a reforma estiver acontecendo causa transtornos e riscos desnecessários.

Se mesmo assim quiser manter a agenda da reforma, o ideal é mandar as crianças para um acampamento ou a casa dos avós. “Apesar de já existirem tintas sem cheiro e diversos outros materiais que facilitam a obra, não é aconselhável ter crianças em casa nesse período”, reforça Isabella.

Cidades de veraneio têm problemas maiores

Se você mora no litoral ou pretende reformar a casa de praia, precisa tomar mais cuidado. Alguns municípios sofrem com a falta de abastecimento de água e saneamento nessa época do ano.

Dinheiro extra favorece, mas impostos são empecilhos

Mesmo que você receba um ou dois salários a mais no fim do ano, é preciso lembrar que janeiro é tempo de impostos prediais e outras despesas em seu orçamento (inclusive as próprias férias). A falta de planejamento financeiro pode comprometer o fim da reforma.

Onde encontrar:
Carla Dichy
Isabella Nalon
Leonardo Junqueira
Maurício Queiroz

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.