Para que o espaço do seu filho fique agradável, é importante pensar também na iluminação, proporcionando conforto visual e garantindo um sono tranquilo

Se você está decorando o quarto do seu nenê que está para chegar, lembre que a iluminação é um item importante e que deve ser bem planejado. Afinal, os recém-nascidos têm olhinhos muito sensíveis e que, portanto, podem ser ofuscados por uma luz forte e mal posicionada, o que pode causar irritação e desconforto.

VEJA A GALERIA DE FOTOS

A dica é escolher os pontos de luz após a definição do layout, já sabendo onde ficarão os móveis e como deverá ser a iluminação em cada área do quarto. E como as necessidades de luz são diferentes em cada momento do dia, uma sugestão são os dimmers, que controlam a intensidade, permitindo a adequação, mais forte ou mais tênue.

Em geral, usa-se uma luz difusa no teto, com uma lâmpada incandescente leitosa de 60 watts ¿ que deixa o local aconchegante ¿, instalada em um plafon ou em um pendente com uma ou várias cúpulas de tecido, de preferência em tom pastel.

Outra opção, que já requer uma pequena reforma, é executar um rebaixo de gesso onde podem ser embutidos os pontos de luz, ou ainda podem ser executadas sancas com iluminação indireta. Nesse caso, um arquiteto poderá especificar os melhores pontos e as luminárias e lâmpadas mais adequadas para cada função, de acordo com o projeto, explica a arquiteta Mariela Romano, de Goiânia (GO).

Luzes de apoio
Além disso, abajures colocados sobre uma mesa de apoio ou criado-mudo ao lado de uma poltrona proporcionam uma iluminação suave, auxiliando no momento da amamentação, em especial a noturna. Afinal, com o ambiente à meia luz, o bebê fica mais tranquilo para mamar. Quanto às lâmpadas, as mais indicadas são a incandescente leitosa de 25 watts, a fluorescente de baixa intensidade e de luz amarela ou os leds, que oferecem iluminação agradável.

Para quem está atrás de projetos criativos e inovadores, Mariela Romano sugere a iluminação de parede, em substituição a abajures. Na verdade, trata-se de uma característica forte de seus projetos, que transformam a iluminação em detalhes decorativos para o quarto. Utilizo minilâmpadas incandescentes, leds e mangueira luminosa, que atendem a mamãe na hora das mamadas e trocas noturnas, assim como auxiliam na vigília durante o sono do bebê.

Na área de troca, no entanto, é preciso contar com boa luz para fazer a higiene do bebê. Assim, pode-se usar lâmpadas incandescentes mais fortes, mas que também não podem ficar direcionadas para o rostinho da criança e muito menos ao seu alcance. Nesse caso, as luminárias de piso colocadas ao lado da cômoda onde fica o trocador são uma solução. Mariela, por sua vez, usa peças no teto, embutidas no gesso, que são direcionáveis para locais como o trocador. Como recomendação, a arquiteta lembra que as lâmpadas do tipo dicroica não devem ser usadas neste ambiente, pois esquentam muito.


Onde encontrar
Mariela Romano:
www.marielaromano.com


Leia mais sobre: decoração para quarto infantil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.