Saiba como manter a postura na cadeira do escritório

Acerte sua postura no escritório
Getty Images
Acerte sua postura no escritório
De nada adianta ter um modelo de cadeira perfeito do ponto de vista ergonômico e não adotar algumas atitudes básicas no dia a dia.

"A postura na cadeira, com a coluna sempre apoiada no encosto, ajuda a distribuir o peso do corpo de forma equilibrada", afirma a fisioterapeuta e coordenadora do curso de Especialização em Fisioterapia do Trabalho da Unicid, Simone Nunes.

Anote, então, algumas dicas que ajudarão a manter uma postura com os músculos sempre relaxados no trabalho. E lembre-se: tensão muscular pode resultar em dores, desconforto e até inflamações, como a tendinite.

Pés apoiados

Trabalhar com os dois pés apoiados no chão relaxa a musculatura e melhorar a circulação sanguínea nos membros inferiores. Por isso, a cadeira precisa ter regulagem de altura.

"No Brasil, o ideal seria que as cadeiras tivessem regulagem a partir de 36 cm, porém, como os modelos à venda no País contam com regulagem a partir de 42 cm, as pessoas mais baixas têm dificuldade em encontrar uma posição confortável", afirma Venétia Santos, diretora da Ergon Projetos.

Se não for possível regular a cadeira de modo a manter os pés no chão, é recomendado usar um apoio para os pés. "O ideal não é adotar um apoio reto, mas que permita inclinar. O apoio para os pés pode ter até 20º de inclinação para oferecer mais conforto", recomenda Simone. E não cruze as pernas, isso também dificulta a circulação sanguínea.

Costas retas

Ao sentar, é importante manter as costas e a região lombar sempre em contato com o encosto, que deve ter regulagem de altura e inclinação. Isso oferece uma melhor distribuição do peso corporal e ajuda a encontrar uma posição que deixe a musculatura relaxada. "O ideal é que o tronco e a coxa formem um ângulo de 100º a 110º para não sobrecarregar a coluna", recomenda Simone.

E não basta apenas manter o troco inclinado. O encosto precisa ser firme e com trava de inclinação. Evite apenas os modelos com encosto reto, que não oferecem apoio à região lombar, e de superfície lisa, que convidam o corpo a escorregar na cadeira, o que a caba com a postura.

Coxas relaxadas

Ao regular a altura da cadeira é preciso deixar espaço entre a coxa e o tampo da mesa. Além disso, adote uma posição que mantenha os músculos da parte de trás da coxa relaxados para facilitar a circulação sanguínea nos membros inferiores (e ter os pés apoiados no chão é fundamental para isso).

Outro aspecto que merece atenção é escolher uma cadeira com a borda do assento arredondada e espuma firme. "Cadeiras feitas de plástico são rígidas e desconfortáveis, por isso, prefira os modelos almofadados", diz Simone.

Braços próximos ao corpo

Mantenha a cadeira próxima à mesa, com o teclado e os braços posicionados perto do tronco. Por isso, é recomendado que as cadeiras não tenham braços.

"Em muitos casos, os braços impedem que a pessoa aproxime a cadeira da mesa e do teclado, fazendo com que os braços fiquem sem apoio e esticados, tensionando os músculos e podendo causar inflamações como a tendinite", afirma Venétia.

Já a fisioterapeuta Simone discorda. "Para quem trabalha muitas horas digitando, vale a pena investir em uma cadeira com apoio para o antebraço, que oferece uma posição mais confortável. Contudo, se a cadeira não tiver braços, o apoio também pode ser feito na mesa", diz.

Pulsos livres

Mantenha sempre o punho reto ao utilizar o teclado ou o mouse. Nunca deixe-o apoiado sobre a mesa, pois isso dificulta a circulação sanguínea.

Se preciso, use um apoio, que não deve ser rígido. E sempre que possível, faça pequenas pausas e alongamentos durante a jornada de trabalho. "O recomendado é que, a cada uma hora sentado diante do computador, a pessoa se levante por cinco a dez minutos", afirma Venétia.

Mobilidade

Deixar a movimentação do corpo livre também é fundamental para manter os músculos relaxados. Por isso, opte por cadeiras com rodízios. Isso faz com que a pessoa gire a cadeira e não o tronco quando quiser se virar, evitando torcer a coluna.

Na hora de escolher entre um modelo com encosto alto ou baixo, leve em consideração as funções que desempenha no trabalho. "Se a pessoa digita o tempo inteiro e precisa de mobilidade, o encosto alto pode não ser uma boa opção, pois limita a movimentação", afirma Simone.

Conforto visual

O apoio de cabeça ajuda a distribuir o peso do corpo, sendo indicado para aqueles que passam muitas horas sentados. Porém, ele não é uma boa opção para quem trabalha digitando a maior parte do tempo, pois limita a movimentação dos braços.

Para ajudar, mantenha o monitor a uma distância entre 45 cm e 70 cm (aproximadamente o comprimento do seu braço), na altura do supercílio. Use um suporte de monitor, se necessário.

Quem usa notebooks também precisa ter atenção. É recomendado usar um apoio para elevar o laptop, com teclado e mouse acoplados. Procure descansar a vista de vez em quando, olhando para objetos, quadros ou plantas, que estejam a mais de seis metros

Veja aqui uma galeria de cadeiras bonitas e confortáveis para você trabalhar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.