Evento gratuito quer instigar novas formas de ver e pensar a Capital Federal

Imagem interna do Palácio do Itamaraty feita por Caio Reisewitz, que particirá dos debates
Divulgação
Imagem interna do Palácio do Itamaraty feita por Caio Reisewitz, que particirá dos debates
As comemorações do cinquentenário da Capital Federal continuam em todo o país e ganham força com a presença do arquiteto Paulo Mendes da Rocha no seminário “Brasília: Imagem, Imaginário”.

Serão quatro encontros gratuitos, de 25 a 28 de maio, no Centro Cultural do Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro (IMS-RJ).

O objetivo é despertar novas possibilidades de ver e pensar Brasília a partir da sua relação com a arquitetura, as artes plásticas, a fotografia, a história e a literatura.

O arquiteto Paulo Mendes da Rocha, que não se apresenta para uma grande plateia desde que recebeu o Prêmio Pritzker, em 2006, participa da sessão inaugural do seminário ao lado do crítico Ronaldo Brito.

Importância dos registros fotográficos

No segundo dia, os fotógrafos Mauro Restiffe e Caio Reisewitz, que têm obras expostas na mostra “As Construções de Brasília”, em cartaz no IMS-RJ, apresentarão seus trabalhos e discutirão a produção fotográfica contemporânea com os críticos Tadeu Chiarelli e Heloisa Espada.

No dia 27 de maio, será a vez do historiador argentino Adrián Gorelik e do crítico Lorenzo Mammì discorrerem sobre a importância da construção do Distrito Federal na história da arquitetura moderna e sobre o trabalho do fotógrafo francês Marcel Gautherot, um dos documentaristas da obra.

O seminário termina no dia 28 com a leitura de textos de Alberto Moravia, Clarice Lispector, Ana Cristina Cesar e João Cabral de Melo Neto sobre a Capital Federal.







Serviço:

Brasília: Imagem, Imaginário
Local: Centro Cultural do Instituto Moreira Salles
Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea – Rio de Janeiro (RJ)
Tel: (21) 3284-7400
Data: 25 a 28 de maio
Horário: 19 horas
Os encontros serão gratuitos, com senhas distribuídas com uma hora de antecedência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.