Cada vez mais sofisticadas, fechaduras e maçanetas passaram de coadjuvante a objeto de decoração das portas

Há quem deixe a escolha das maçanetas para último plano, como se fosse apenas mais um utensílio, que quanto mais camuflado estiver, melhor. Mas com a variedade de opções com design diferenciado disponíveis no mercado, é possível ampliar a escolha à beleza e não apenas à segurança.

Feitas com zamac (liga de zinco, alumínio, cobre e magnésio), alumínio, latão ou aço inox - em ordem crescente em termos de resistência – as peças mais modernas combinam detalhes em madeira, cobre, plástico, acrílico, neoprene colorido, ligas metálicas pintadas eestampas impressas em metal, acrílico ou madeira.

Dentre as matérias-primas principais, o aço inox é atualmente o mais procurado nas linhas residenciais. “Antes ele era utilizado apenas em ambientes hospitalares e coorporativos,” diz o designer da LaFonte, Márcio Mussi. Isso porque o material se tornou mais acessível e os consumidores passaram a exigir a durabilidade que os outros materiais não oferecem.

Moda e tecnologia na porta

Quando a segurança e a durabilidade estão aliadas a um design cheio de charme o atrativo aumenta. É o caso da nova linha da Papaiz, assinada pela estilista Adriana Barra. “Queremos levar segurança associada a bom gosto e alegria. O design dessas peças não precisa ser necessariamente uma coisa fria e racional”, afirma Maria Luisa Papaiz, diretora de Marketing da empresa.

Outra novidade são as fechaduras mais tecnológicas, que dispensam inclusive a necessidade de andar com chaveiro. “Uma das grandes novidades são as peças com controle de acesso por leitor de impressão digital ou teclado alfanumérico”, diz Mussi.


Serviço:

Black & Decker
SAC: 0800-7034644

Altero
Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1442 , São Paulo (SP)
Tel: (11) 3085-0096

LaFonte
SAC 0800-7722000

Obispa Design
Tel: (54) 2102-6000

Lockwell
SAC: 0800-160688

Papaiz
SAC: 0800 70 14443

Punto
Av. Ataulfo de Paiva 135/1616, Leblon, Rio de Janeiro (RJ)
Tel: (21) 2512 4388

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.