Selecionamos alguns dos modelos que, além de ajudar nas tarefas do dia-a-dia, ainda economizam água, energia e dinheiro

Ser ecologicamente correto não é benéfico apenas para a natureza. À longo prazo, seu bolso também agradece quando se utiliza eletrodomésticos que economizam energia elétrica ou reutilizam água. Mas como identificá-los na hora da compra? Pesquisar, perguntar e observar são algumas das atitudes que se deve ter para garantir que se está adquirindo um produto com benefícios futuros.

No caso de ter um baixo consumo energético nos eletrodomésticos, pode-se procurar pelo selo do Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica, coordenado pelo Ministério de Minas e Energia em parceria com o Immetro). Ele garante a economia de energia e, consequentemente, menor gasto de dinheiro para o pagamento da conta energética. A classificação é feita por letras, sendo A maior eficiência e E menor eficiência.

O aspirador de pó, por exemplo, é um dos eletrodomésticos que já possui modelos com economia de energia. Caso do Ultra Silencer Green, da Electrolux. Fábio Machado, gerente de produto da marca, explica que, enquanto um aspirador convencional, com 2.000 W de potência, consome 35% da energia usada por um refrigerador com classificação A, durante uma hora, o novo modelo usa um quinto menos de energia.

“Utilizamos um motor de menor potência e compensamos essa perda com acessórios. Com isso, o produto mantém a sua alta performance, com poder de limpeza 39% maior, sem gastar tanta energia”, garante.

Led ajuda na redução de energia

Uma das novidades entre os eletrodomésticos sustentáveis é o refrigerador com luz interna de led. Além de ter baixo consumo energético, a tecnologia ainda induz a fotossíntese nos vegetais, deixando-os frescos e saborosos do que se fossem conservados em uma geladeira comum.

“Trata-se de uma luz branca mais sofisticada e potente, com maior durabilidade e que economiza 12 vezes mais energia do que a iluminação convencional”, afirma Fred Seixas, gerente de produto da LG Electronics.

Isso porque o calor irradiado pela luz do led é menor do que as lâmpadas convencionais, o que exige menos esforço do compressor da geladeira para manter a baixa temperatura. “E isso é muito significativo, pois os refrigeradores são hoje os eletrodomésticos que mais consomem energia em uma cozinha”, completa Seixas.

O led está presente também em alguns modelos de televisão de LCD e plasma. “Elas consomem 40% menos energia do que um aparelho semelhante. As lâmpadas de led são responsáveis pela retroiluminação do painel”, diz Marcio Portella Daniel, diretor da Samsung.

Lavadora estimula reaproveitamento de água

Além de economizar energia elétrica, alguns eletrodomésticos ainda diminuem o consumo de água. A GE Eletrodomésticos lançou uma lavadora de roupas com ciclos de lavagem ecológicos, para diminuir o consumo de água e estimular o reaproveitamento.

Na lavadora de louças, um sensor de leitura infravermelha detecta o nível de sujeira da água para permitir a reutilização, além de indicar o tempo, a quantidade e a temperatura necessária para a lavagem.

Serviço

Consul

Electrolux

GE Eletrodomésticos

LG

Panasonic

Samsung


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.