Depois de passar anos com a casa desarrumada, Adriano Conrado Rodrigues não consegue mais dormir se tem louça na pia

Adriano não se importava com as coisas da casa até a vinda de Marina
Edu Cesar/Fotoarena
Adriano não se importava com as coisas da casa até a vinda de Marina
Há seis anos, a casa do vendedor Adriano Conrado Rodrigues, 39, mais parecia uma “colcha de retalhos”, como ele mesmo define. Na decoração, nada combinava com nada. O que predominava era mesmo a desordem. Isso até a terapeuta ocupacional Marina Rodrigues Camargo, 31, aparecer na vida dele. Depois de seis meses de namoro, foram morar juntos. Mas ela não gostou nada do que viu e logo tratou de colocar ordem na casa .

Depois da insistência de Marina, casa de Adriano ganhou nova mobília, decoração e até plantas
Edu Cesar/Fotoarena
Depois da insistência de Marina, casa de Adriano ganhou nova mobília, decoração e até plantas
O primeiro passo foi exigir um cuidado maior com a limpeza e a arrumação do lar. Com um pouco de insistência, as coisas começaram a melhorar. “Antes, eu organizava por cima. Se tivesse com um olho clínico, ia encontrar sujeira”, relata Adriano. Hoje, ele nem consegue dormir se tiver louça suja para lavar.

Outra grande transformação na rotina de Adriano foi a organização . O maior exemplo pode ser visto no guarda-roupa do vendedor. Antes, ele misturava roupas limpas e sujas, e socava as peças no armário sem qualquer preocupação. Hoje, ninguém acredita quando vê roupas íntimas em uma gaveta separada, meias guardadas em pares e camisas penduradas da maneira adequada. “Não sei se ela fez uma lavagem cerebral em mim, mas agora me sinto mal se o guarda-roupa está desorganizado. Se não tem o guarda-roupa arrumado, parece que a vida desarruma”, conta ele.

Depois veio a parte mais difícil: mudar a decoração. Demorou dois anos para que Marina conseguisse convencê-lo a doar os móveis antigos e planejar a compra de mobília nova. “Ele foi bem resistente, mas fui insistindo. Falava todos os dias que não queria mais aqueles móveis”, conta Marina.

Hoje, até o quarto da filha de Adriano ficou impecável
Edu Cesar/Fotoarena
Hoje, até o quarto da filha de Adriano ficou impecável
Logo após os móveis novos vieram os objetos decorativos, as plantas e até penduricalhos, como uma rosa dos ventos na janela. “Até feng shui a casa ganhou. Foi uma verdadeira transformação”, comenta Adriano. Hoje, o quarto da filha, Manuella, parece até ambiente de revista de decoração.


Veja as dicas de Marina:

- Faça uma planilha financeira para planejar a compra de móveis novos e objetos decorativos dentro do orçamento familiar.

- Experimente trocar móveis de lugar para deixar o ambiente mais limpo e visualmente menos poluído. Certamente, ele vai gostar do resultado.

- Não tome a frente de tudo. Peça a colaboração do parceiro para realizar as tarefas.

- Mostre como é gostoso ter um lar limpo e mostre que não é tão difícil assim mantê-lo asseado e organizado.

Veja outras experiências semelhantes e conte-nos a sua .

CURTA A PÁGINA DO DELAS NO FACEBOOK E SIGA O @DELAS NO TWITTER

ASSINE A NEWSLETTER DO DELAS

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.