Saiba que tipo de iluminação usar nas salas de jantar e tevê, no escritório e no quarto do bebê

Calcular a quantidade de luz correta de acordo com a função de cada ambiente, a disponibilidade de luz natural e os hábitos dos moradores é fundamental na hora de se criar um bom projeto de iluminação.

"A luz ajuda a criar sensações de conforto, bem-estar e motivação, e está totalmente relacionada à percepção visual do local", afirma a lighting designer Nidia Borelli .

Veja a seguir algumas dicas de como elaborar o projeto de iluminação para algumas áreas da casa.

Sala de jantar

Na sala de jantar, invista em um belo pendente instalado 70 cm acima do tampo da mesa
Divulgação
Na sala de jantar, invista em um belo pendente instalado 70 cm acima do tampo da mesa
O ponto central da iluminação deste ambiente é a mesa de refeições, por isso invista em um belo pendente instalado a no mínimo 70 cm acima do tampo da mesa para evitar ofuscamento nos olhos de quem está sentado.

"Escolha lustres que sejam pelo menos 30 cm menores do que a dimensão da mesa de jantar e utilize lâmpadas leitosas ou com difusores. Quando o móvel for retangular, a referência é calculada em função da largura da mesa", diz Claudia Antonelli, gerente de produtos da Osram do Brasil.

Mais do que pensar na decoração, é importante optar por produtos que não gerem calor para não incomodar quem estiver fazendo as refeições. Outra opção é usar iluminação embutida no forro, iluminando diretamente o centro da mesa de jantar e os planos verticais.

Escritório ou ambiente de estudo

Para áreas de estudo, o ideal é usar uma luz intensa com controle de ofuscamento, agradável e com uma quantidade de luz adequada que não cause desconforto visual. "A mesa de trabalho exige boa luz, mas deve-se evitar o reflexo na tela do computador.

Para iluminação geral, recomenda-se a utilização de luz direta difusa ou luminárias com aletas. Dependendo do tamanho do ambiente é recomendada a utilização de lâmpadas fluorescentes tubulares ou compactas", afirma Claudia.

O posicionamento das luminárias depende de cada ambiente, mas uma regra básica é nunca posicionar as luminárias de modo a formar sombra nas atividades ou distorcer cores dos objetos. "A luminária deve estar instalada de maneira a fornecer luz na posição de trabalho e nunca pelas costas do usuário. Uma luminária de apoio sobre a mesa ajuda nas tarefas e corrige a luz", diz Nidia.

Quarto do bebê

No quarto bebê um dimmer ajuda a regular a luz conforme a necessidade
Getty Images
No quarto bebê um dimmer ajuda a regular a luz conforme a necessidade
Nesse cômodo, deve-se ter uma iluminação geral, uma de apoio na cabeceira da cama e outra projetada para realçar os brinquedos. "Uma opção é trabalhar com pendentes e escolher luminárias decorativas, que permitam criar um espaço lúdico", diz Claudia.

É recomendada a utilização de lâmpadas fluorescentes para dar uma aparência brilhante e jovem para o ambiente. "O uso de dimmer é aconselhável para regular a luz conforme a necessidade. Uma luz mais branda e de temperatura de cor baixa (média de 3000K) é recomendada para deixar o ambiente mais acolhedor", afirma Nidia.

Sala de TV

É importante cuidar do ofuscamento direto e indireto na tela. Para isso, é necessário utilizar uma iluminação linear de forma assimétrica, ou seja, mais central e vinda do teto, além de um sistema que embute a luz no piso para iluminação de encaminhamento.

"Não há necessidade de uma grande quantidade de luz, apenas o suficiente para que as pessoas possam circular. Em geral, no próprio mobiliário já existe um sistema de iluminação direcionado de forma que não atinja a tela e não crie um desconforto visual", diz Claudia.

Nidia lembra que é importante não assistir televisão totalmente no escuro para não causar cansaço visual. "A aplicação de dimmer neste espaço também ajuda a regular a iluminação do ambiente", afirma.

Consultoria:

Osram

Startec

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.