São diversos modelos de duchas e chuveiros elétricos no mercado. Então, é preciso saber quais são as diferenças, as vantagens e desvantagens de cada produto antes de comprá-los

Basicamente o que diferencia um chuveiro de uma ducha é a forma como geram água quente e o local onde estão instalados. Os chuveiros utilizam energia elétrica e ficam localizados no próprio ponto do banheiro, fazendo com que a água se aqueça instantaneamente assim que a o registro for aberto.

Já as duchas, necessitam de aquecedores solares ou a gás para distribuir água quente e, por motivos de segurança, esses equipamentos são colocados em locais arejados ou no telhado. Quando o registro da ducha é aberto, demora até dois minutos para a água sair quente, já que os sistemas de aquecimento estão instalados longe do banheiro, o que aumenta o desperdício de água.

"Os sistemas solar e a gás têm um consumo de água de 3,5 a 15 vezes maior do que um chuveiro elétrico", afirma Carlos Alexandre Cella, diretor Grupo de Chuveiros Elétricos da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica).

No entanto, ao mesmo tempo em que as duchas gastam mais água do que os chuveiros, elas proporcionam um jato mais forte, criando uma sensação de relaxamento maior do que os chuveiros. Preocupados com o desperdício de água, alguns fabricantes já lançaram duchas elétricas para o consumidor.

Veja na galeria de fotos ao lado alguns modelos de duchas e chuveiros existentes no mercado .


Leia mais sobre: chuveiros e duchas

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.