Amados por uns e odiados por outros, veja como os produtos podem ajudar na hora de cozinhar

Desde os tempos da extinta UD (Feira de Utilidades Domésticas que por mais de 30 anos encheu o pavilhão do Anhembi, em São Paulo, de traquitanas úteis e facilmente dispensáveis no dia a dia) que amealhar eletroportáteis e acessórios que prometiam auxiliar na cozinha  virou hábito do brasileiro. 

Embaladas nessa febre de consumo e busca por novidades a indústria vem se reiventando a cada dia. São panelas elétricas para arroz , fritadeiras que dispensam gordura e máquinas para garantir o pão quentinho  logo cedo. Mas será que tudo isso é necessário?  

Confira alguns produtos que podem ajudar (ou não) na cozinha:

Segundo o professor de gastronomia, Maurício Lopes, da Anhembi Morumbi, alguns desses produtos realmente funcionam muito bem, mas é preciso avaliar a real necessidade para não acabar com o armário amontoado de equipamentos sem uso.

“Produtos mais populares, como a fritadeira sem óleo e o grill, de fato ajudam na preparação dos alimentos, mas não fazem o trabalho todo sozinhos.” E, em alguns casos, acabam eliminando a graça de cozinhar. “Uma panificadora, por exemplo, tira o prazer de sovar a massa e comer um pão realmente caseiro”, completa. Resultando, muitas vezes, em preparações muito próximas das industrializadas. 

Mas é importante lembrar que o estilo de vida do consumidor é um grande influenciador. “Não adianta comprar um eletrodoméstico desse tipo se você não gosta de cozinhar, não é ele que vai te ajudar nessa conquista, ou você gosta da cozinha ou não. Por isso, muitas vezes os produtos caem no esquecimento no fundo do armário”, argumenta.

Assim, na hora de comprar um eletrodoméstico, pense bem se você realmente precisa dele, com qual frequência pretende usar e se se tem espaço para guardá-lo sempre à mão. O primeiro passo para ele cair no esquecimento é deixá-lo no fundo do armário, em local de difícil acesso e dentro da caixa.


(*) Valores apurados em março/15

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.