Regras de ouro para posicionar corretamente os eletrodomésticos nos ambientes

Por Bruna Bessi , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Valorizar aspectos como praticidade e economia de espaço é fundamental. Saiba o que fazer

A organização dos eletrodomésticos da casa não pode seguir apenas requisitos estéticos. É fundamental garantir ambientes seguros e caprichar no planejamento para conseguir funcionalidade. Não é indicado, por exemplo, instalar os aparelhos em locais sujeitos às intempéries ou ainda sobre carpetes e pisos de plástico. “Fontes de calor excessivo, como o sol, podem prejudicar os aparelhos e danificar a pintura. O melhor é evitar”, afirma Kati Dias, gerente geral de LG Electronics do Brasil. Mas há outros aspectos importantes na hora de arrumar a casa. Leia as dicas nos tópicos abaixo e entenda o que fazer em cada área:

Saiba mais: Bicicletas levam charme à decoração. Veja como

- COZINHA

Divulgação
É fundamental garantir o bom posicionamento do fogão e da coifa. Atente-se para o tamanho dos aparelhos

A cozinha é o espaço da casa que mais exige praticidade. Uma boa ideia no momento da arrumação é pensar em como o trabalho acontece. “O fluxo de movimento tem que ser respeitado. É comum retirar o alimento da geladeira, transferi-lo até a pia e depois alcançar o fogão. Por isso, a ideia de posicionar os aparelhos como em um triângulo se mostra eficaz – fogão ao lado da pia e geladeira atrás”, diz Consuelo Jorge, arquiteta. Fundamental ressaltar que o refrigerador deve ser instalado no chão e, a parte de trás do equipamento, ficar distante da parede cinco centímetros. O espaço ocupado pela lava-louça pode ser diminuído ao posicioná-la embaixo da pia.

O micro-ondas é outro eletrodoméstico que merece cuidado. É importante deixá-lo em um local ao alcance dos olhos, sendo possível acompanhar o cozimento da comida. Ele deve estar longe de aparelhos como TV e rádio (para não haver interferências) e geladeira, evitando possíveis choques de calor. A alternativa é posicioná-lo em uma torre de aquecimento, em conjunto de equipamentos como os fornos elétricos. Quem escolher embutir, precisa estar ciente dos custos elevados (tanto dos aparelhos quanto da instalação em móveis especiais). “Embutir é interessante pela economia de espaço. No entanto, lembre-se de criar nichos sem frestas para que não haja o risco de queimaduras”, afirma Anna Novaes, arquiteta do escritório Conseil Brasil.

No caso do posicionamento da coifa, o essencial é atender as proporções e evitar a instalação do aparelho em paredes de dry wall. Fogões de quatro bocas exigem modelos com 60 a 70 cm de largura, já os de cinco ou seis bocas precisam de coifas com até 120 cm. A altura também deve ser respeitada. O melhor é instalar o eletrodoméstico entre 75 cm e 85 cm de distância dos queimadores. E lembre-se: quanto menor o caminho percorrido pelo duto, maior a eficiência de vazão da fumaça.

- QUARTO E SALA

A televisão é o aparelho de maior destaque em ambientes como salas e quartos. Estudar bem o local na hora de fixá-la é necessário para não afetar a resolução da imagem. Em uma distância mínima de um metro (entre o sofá ou a cama e o televisor) a melhor saída é usar modelos de até 26 polegadas. Já os televisores de 42 polegadas exigem distância de até dois metros. A altura é outro fator determinante na hora de posicionar o eletroportátil. O indicado é deixá-lo em frente à cama ou ao sofá e ter o seu eixo (que corresponde à metade da altura da TV) posicionado a um metro e trinta do chão. E fique atento aos modelos de plasma, pois refletem muita luz e são inadequados em ambientes de descanso.

O televisor pode ser fixo no teto, com a ajuda de suportes, ou preso na parede. Mas a organização deve ter um planejamento eficiente para otimizar o sistema de som. Os equipamentos podem ficar próximos à TV para ter fácil acesso ao sinal dos controles remotos. Além disso, existe a possibilidade de usar rebatedores de sinal e esconder os produtos em locais discretos. “A posição dos eletrodomésticos precisa respeitar ainda a proximidade com fontes de energia. É indispensável a utilização de tomadas exclusivas, principalmente no caso de aparelhos de grande porte”, diz Renata Leão, gerente da engenharia de serviços da Whirlpool Latin America.

- LAVANDERIA

O mais indicado é colocar eletrodomésticos grandes em superfícies planas para que todos os pés fiquem apoiados. Uma alternativa na hora de economizar espaço é deixar os aparelhos embaixo de bancadas (com distância mínima de cinco centímetros entre si). Adaptar a posição deles aos pontos hidráulicos também é importante. O recomendado é haver uma torneira exclusiva para cada entrada de água (com pressão adequada de abastecimento).


Leia mais:

Pastilhas para todos os bolsos

Cavaletes e pallets decoram os ambientes da Morar Mais Rio

A primavera chega aos ambientes da casa


Leia tudo sobre: eletrodomésticoeletroportátilcozinhasalaquartolavanderiaorganizaçãocasainforgráficotvmaislidas

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas