David Chang apresenta suas técnicas culinárias que são sucesso mundialmente no Casa Boa Mesa

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508133944&_c_=MiGComponente_C


Acordo Ortográfico


O chef internacional David Chang apresentou no Casa Boa Mesa uma culinária sem muito glamour e com ingredientes simples, mas que ganhou destaque na alta gastronomia mundial, que é sua marca registrada.

Eladio Machado

Conhecido pelo estilo despojado e polêmico de seus restaurantes em Nova York, em que os clientes não têm nenhum tratamento especial e sequer podem reservar lugares, o chef de origem coreana é especialista em receitas à base de carne suína com um leve frescor asiático e essa é mais uma ousadia, já que seus restaurantes ficam em Manhattan, bairro nova-iorquino com grande concentração de vegetarianos.

Uma das histórias curiosas sobre esse tema foi uma ocasião em que David recebeu a reclamação de uma cliente dizendo que havia poucas opções para vegetarianos. No dia seguinte, o chef colocou carne de porco em todos os pratos que ainda não tinham.

E foi essa culinária com tom rústico que o David apresentou aos participantes de sua aula no evento. Até o ovo ganhou papel de destaque com um cozimento diferente que modificou a textura do alimento.

Em sua primeira vinda ao Brasil, Chang aproveitou para conhecer o Mercado Municipal e algumas iguarias típicas, como feijoada e o doce Romeu e Julieta. Não sabia que grudada na castanha havia uma fruta, disse sobre a surpresa de conhecer o caju. O improviso da receita apresentada na aula ficou por conta do azeite de dendê apresentado pela equipe do evento.


Leia mais sobre: Casa Boa Mesa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.