Algumas alternativas ajudam a economizar sem que a obra fique mal feita

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508187350&_c_=MiGComponente_C

Iniciar uma obra é de assustar, pois todo mundo está cansado de ouvir que a reforma da casa é uma caixinha de surpresas (e surpresas caras). Quando você acha que tudo acabou, acaba descobrindo que, além dos acabamentos, as miudezas têm um preço muito alto. Mas, com a ajuda de dois arquitetos, listamos algumas dicas para a alegria do seu bolso.

Pisos e azulejos

Se sua cozinha está apenas meio caída e não é hora de quebrar tudo, dá para pintar os azulejos. O arquiteto Aloísio Evangelista explica que, para isso, você pode utilizar a tinta epóxi. Possui boa resistência a desgastes mecânicos e químicos, tem alta durabilidade e é fácil de aplicar. Pode, em alguns casos, ser usada até no piso. Mas aí a durabilidade é menor, ainda mais se for um local de passagem constante de pessoas.

Se o orçamento permitir a troca de pisos e azulejos, mas sem abusos, as cerâmicas, geralmente, são as opções mais baratas. O importante é serem utilizadas corretamente. Alguns são adequados para o uso residencial; outros, para aplicação externa. São resistentes e fáceis de limpar. Aloísio ensina identificar qual é o mais resistente. Elas são classificadas em grupos, que variam de PEI 1 até PEI 5. A sigla PEI refere-se à resistência à abrasão. Quanto maior for o PEI, maior a resistência. As de nível 5, por exemplo, são utilizadas em shoppings e áreas públicas, por causa do grande tráfego de pessoas ¿ não é o caso de uma residência.

Os pisos e os azulejos podem ser encontrados em pontas de estoque nas lojas de material de construção. Aliás, isso é muitíssimo comum. A loja faz isso quando tem poucas caixas do mesmo tipo. Mas, cuidado: verifique se você comprou material suficiente para a sua obra, pois, se faltar, vai ser difícil encontrar estoque.

Sem azulejos

A arquiteta Beatriz Dutra lembra, também, que você não precisa colocar azulejo em tudo ¿ e fica elegante. Adoro cozinhas e banheiros sem azulejos, diz. A ideia dela é usar revestimento apenas nas paredes em frente da pia e do fogão, pois é onde espirra água e gordura. O mesmo vale para o banheiro. Apenas no box, você pode colocar os azulejos e pintar o resto de branco. Nesses projetos, as pastilhas de porcelanato ficam muito bem, segundo ela. Apesar de serem um pouco mais caras que os azulejos comuns, você pode compensar pelo que poupou na área que você deixará sem revestimento.

Uma outra boa dica de Beatriz é: se você optar por não azulejar tudo, gastos e quebra-quebra serão evitados, deixando a superfície lisa sem retirar os azulejos antigos. Você pode retirar apenas os azulejos na área onde colocar o novo acabamento, como em frente à pia e dentro do box. O restante você alisa com massa corrida, por cima da cerâmica mesmo, e pinta".

Louças e metais

A variação de preços das louças (pias e vasos sanitários) e metais (torneiras e registros) é gigantesca. Os mais tradicionais são os mais baratos, de acordo com Aloísio; mas, se você quiser algo mais bonito, dá para gastar menos. Procure marcas novas no mercado que também tenham qualidade, que o preço será bem inferior".

Caso você goste dos metais, que estão desgastados, é possível mandar cromar novamente. Dá um certo trabalho; mas, certamente, é uma maneira mais econômica, ao invés de substituir tudo. Fica bonito, mas pesquise um profissional que tenha experiência no assunto".

Piso dos outros cômodos

Sua casa é daqueles antigos tacos de madeira? Excelente! Eles estão em alta; mas, se estão lá há algum tempo, provavelmente precisam ser recuperados. Nesses casos, o piso é raspado e envernizado novamente, mas Beatriz aconselha a ter cuidado. Se a casa está mobiliada, ao raspar o piso, a poeira pode manchar as paredes e os móveis. Portanto, o ideal é fazer com ambientes vazios e, se possível, antes da pintura.

Quando você reside no imóvel e não há como esvaziar um ambiente, há outra solução. Como os pisos de madeira são caros, Beatriz diz que a opção mais prática e barata pode ser o laminado. Eles podem ser aplicados por cima do piso antigo, como tacos ou azulejos velhos. Nesses casos, é colocada uma manta para nivelar o chão e as lâminas são postas. Para as portas não emperrarem no chão, que agora estará mais alto, os mesmos profissionais precisam nivelá-las. Hoje em dia, alguns laminados têm textura da madeira e ainda têm um pequeno vão entre uma e outra régua, parecendo tábua de verdade. O serviço é feito em um dia e sem sujeira.


Leia mais sobre: reformas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.