O outono chegou e com ele as temperaturas baixas que tendem a se intensificar até o final do inverno

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508109907&_c_=MiGComponente_C

Portanto, é hora de tirar aquelas roupas de frio esquecidas no fundo do armário, como blusas de malha e lã, casacos, jaquetas, cachecóis, luvas, gorros, cobertores e edredons.

Levou um susto com a poeira, manchas e o cheiro de mofo? Veja algumas sugestões que podem evitar esses transtornos:

Ao abrir o armário, mesmo que as roupas não tenham manchas ou cheiro de mofo, é recomendável que todas as peças sejam lavadas antes do uso, já que o mofo provém de microorganismos. O ideal é fazer esse procedimento com cada peça antes de guardar por longo tempo, observa Ricardo Monteiro, gerente da Quality Lavanderia.

Uma vez por mês, deixe as peças arejando em local ventilado, porém longe do sol, para evitar que as fibras dos tecidos se queimem ou fiquem amareladas. Com esses procedimentos, é possível usá-las ao retirar do armário, sem precisar lavar, comenta Monteiro.

Na hora de guardá-las a dica principal é usar alguma proteção, como sacos ou capas de TNT. Nunca coloque em sacos plásticos, que provocam umidade e, conseqüentemente, o mofo, adverte. 

Roupas pesadas como casacos, calças, jaquetas e luvas, devem ser limpos periodicamente por uma lavanderia, para que o procedimento adequado de limpeza e higienização seja feito. O mesmo se aplica às roupas de cama pesadas, como cobertores e edredons.

Segundo Ricardo, os artigos em couro, em alta nessas estações, merecem cuidados especiais de conservação e limpeza:

* Nunca guardar peças de couro quando estiverem úmidas, isso vale tanto para chuva como para o suor. O correto é arejar e secar a peça de um dia para outro para então guardá-la. 

* A vida útil do couro pode ficar comprometida quando a peça está excessivamente suja e não é limpa imediatamente; 

* O processo completo para cuidar de peças de couro é, além de lavar, higienizar, hidratar e reavivar a cor original. Em casos muito drásticos em que que a peça está muito comprometida, lugares especializados devem ser consultados, pois há processos de tingimento e re-hidratação que podem recuperar até 80% de sua aparência original.   

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.