Dicas ajudam voce a tornar a sua casa mais segura para a chegada de criancas

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508121542&_c_=MiGComponente_C

Seguranca em casa e coisa seria! Segundo dados da ONG Casa Segura, os acidentes com criancas de 0 a 14 anos resultam em cerca de 6 mil mortes e 140 mil internac?es em hospitais publicos do Brasil todos os anos.

O mais alarmante e que, pelo menos, 90% desses acidentes podem ser evitados com ac?es educativas, cumprimento da legislac?o especifica e, principalmente, modificac?es no ambiente em que a crianca convive.

Os numeros impressionam mas com medidas faceis e quase sem custos eles podem diminuir, e muito. A coordenadora de projetos da ONG Casa Segura, Ingrid Stammer, ressalta que, de forma criativa, e possivel adaptar a casa para a chegada dos pimpolhos.

Cozinha
O ambiente mais perigoso e a cozinha. Alem de queimaduras e objetos pontiagudos, produtos de limpeza podem causar seria intoxicac?o. O ideal e manter os pequenos fora da cozinha! Os adultos acabam se ocupando com os afazeres e n?o prestam muito atenc?o nas ac?es da crianca.

Caso a presenca n?o possa ser evitada, travas nas gavetas e portas podem evitar muitos acidentes. Uma outra alternativa e passar barbante entre as macanetas e fechar com um no. Os cabos da panela devem sempre estar virados para dentro, as tomadas fechadas com protetor especifico, fita isolante ou fita crepe.

Quarto
No quarto e preciso tomar cuidado com as janelas. Elas devem sempre estar protegidas com redes ou grade e livres de moveis. Os brinquedos tambem podem oferecer riscos! Certifique que eles tenham o selo do Inmetro. Ingrid aconselha tambem uma inspec?o frequente, pois, durante a brincadeira, a crianca pode quebrar partes do brinquedo e coloca-las na boca, o que, dependendo do material e do tamanho, pode causar sufocamento e ate bloqueio do intestino, como no caso de pedacos de im?.

Para os bebes, o berco tem que ser o mais limpo possivel. Objetos macios e ate mesmo o travesseiro e o cobertor oferecem perigo de sufocamento. Estudos mostram que os bebes n?o precisam de travesseiros, se estiver frio, ponha mais roupinha na crianca e use apenas um cobertor, que deve estar na altura da axila e preso embaixo do colch?o. Uma dica e colocar os de barriga pra cima, com os pezinhos encostados no pe do berco para evitar sufocamento.

Sala
Na sala e comum ter objetos pequenos e moveis com quinas. Os objetos devem estar fora do alcance da crianca e as quinas cobertas com protetores. Outro vil?o e o tapete, se n?o puder ser retirado, aplique antiderrapante emborrachado embaixo de todos.

E importante lembrar que as criancas tem um outro angulo de vis?o. Pequenos objetos que nos passam desapercebidos podem oferecer riscos. Para evitar esse tipo de problema, Ingrid aconselha o uso do que ela chama de testador universal, o tubo plastico de filme fotografico. Por ter o tamanho semelhante a garganta da crianca de ate 4 anos, tudo que cabe ali oferece riscos.

Banheiro
O que muitos pais n?o sabem e que uma pequena quantidade de agua, 2,5 centimetros ja oferece risco de afogamento, por isso a crianca n?o pode nunca ficar sozinha no banheiro. E possivel encontrar travas para o vaso sanitario e tapetes emborrachados que evitam quedas no boxe e na banheira. Mantenha no armario do banheiro apenas artigos como toalha e papel higienico.

Area de servico
Cuidado redobrado na area de servico! Produtos com embalagens coloridas s?o um atrativo para criancas! Outro perigo s?o produtos de limpeza guardados em embalagens de refrigerante, pode confundir a crianca e facilitar a intoxicac?o.

Quintal
No quintal, a piscina merece atenc?o redobrada! Cubra com uma rede, pois a lona pode formar pocas de agua, podendo causar afogamento. Para redobrar a seguranca, ja existe ate uma boia que fica na piscina e e programada para, de acordo com a ondulac?o da agua, disparar um alarme.

Todas as medidas s?o muito eficazes, mas e imprescindivel que elas venham acompanhadas de medidas educativas. Com o tempo a crianca aprende a driblar as barreiras, e nem sempre ela vai estar em um ambiente totalmente seguro, ent?o, e importante sempre explicar as medidas de seguranca porque, ate uma certa fase, os pequenos n?o reconhecem o perigo. As adaptac?es variam de casa para casa, de acordo com as necessidades de cada familia. Ent?o m?os a obra para manter seu pimpolho seguro!

Mais informac?es no site www.criancasegura.org.br .


Leia mais sobre: adaptac?es

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.