Dicas para tornar essa tarefa mais fácil e evitar problemas como perda de tempo e também de objetos da sua casa

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508149877&_c_=MiGComponente_C

Que fazer uma mudança é sempre trabalhoso, todo mundo já sabe. Mas há maneiras de torná-la menos complicada. Pelo menos é o que acredita a consultora Heloisa Sundfeld, sócia da Help Personal Assistant.

Segundo ela, o primeiro passo para começar a mudança é procurar uma transportadora que tenha um bom histórico no mercado e que ofereça os serviços ideais às suas necessidades. É importante ver o que cada transportadora oferece, porque varia muito de empresa para empresa. Tem umas que já fazem o orçamento incluindo o preço das caixas, papel bolha e outros itens. Mas têm outras que separam o preço de cada serviço. É essencial ver o que cada uma embute e não embute no orçamento, explica.

Atenção aos detalhes

Depois de escolher a empresa que fará o transporte, é recomendado separar alguns itens que devem ser levados pelo próprio dono da mudança à nova residência. Entre eles, estão documentos pessoais da família (CPFs, certidões, diplomas, apólices, escrituras, comprovantes de pagamentos, entre outros), dinheiro, joias ou quaisquer outros objetos de valor, como quadros e esculturas.

Também é bom separar um kit de sobrevivência que não vai junto com a mudança, com algumas roupas, escova de dente, um lençol para a primeira noite e até mesmo copos e panelas pequenas para as refeições durante a mudança, por exemplo, orienta Heloisa.

Além disso, quem mora ou está se mudando para um edifício também deve avisar ao síndico o dia e o horário que a mudança será feita, para que, dessa forma, seja reservado um elevador e uma vaga para o caminhão da transportadora. 

Últimos preparativos

Feito isso, é hora de começar a encaixotar as suas coisas. Não há um ambiente específico da casa que seja o melhor para começar a guardar os objetos. No entanto, após preencher cada caixa é preciso etiquetá-las e escrever o que tem dentro delas para não se perder na hora de arrumar as suas coisas no novo imóvel.

Antes de sair definitivamente da antiga residência deve-se verificar se interruptores de luz, registros de água e gás, torneiras, janelas e portas estão fechadas ou desligadas. Uma boa dica também é pedir com antecedência a transferência de serviços de telefonia, TV à cabo e internet banda larga para o seu novo endereço.

"Quando a transportadora chegar à nova residência é importante falar para os profissionais da empresa colocarem as caixas que são de coisas do quarto, no quarto, as que são da cozinha, na cozinha, as da sala, na sala, etc. Assim, evita que eles espalhem tudo pela casa inteira, o que dobraria o trabalho de quem vai organizar os objetos", lembra a consultora.

Para ela, também é importante que a casa já esteja limpa e dedetizada. "Fazer essas coisas que são mais fáceis quando o imóvel está vazio sempre é o melhor, porque depois é só ir colocando as coisas no seu devido lugar", finaliza.


Leia mais sobre: mudança

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.