Paisagistas dão dicas de plantas e flores que se adequam ao solo e às características climáticas do ambiente praiano

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508144639&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico
O verão e as férias estão chegando, época em que muitas pessoas frequentam com mais assiduidade suas casas e apartamentos de praia. Por este motivo, é um período em que os jardins e varandas desses lugares devem estar impecáveis para que o dono da casa e seus convidados desfrutam de ambientes repletos de verde e natureza.

Pensando nisso, os paisagistas Maier Gilbert e Alexandre Braga, da Maier e Ale Paisagismo, dão dicas preciosas de plantas e flores que se desenvolvem bem na praia, adequam-se ao solo e às características climáticas e que caem bem visualmente.

Como escolher as flores

Eles advertem que, ao compor um jardim ou varanda na praia, é preciso levar em conta que as plantas têm que ser nativas de clima tropical. Assim elas suportaram altas temperaturas e, com as chuvas de verão, se desenvolvem com mais vigorosidade. Vento, maresia e solos arenosos devem ser analisados antes das escolhas das espécies.

Outros detalhes que também devem ser analisados ao planejar o paisagismo da casa na praia é implantar espécies que florescem ou dão frutos no verão e que são de baixa manutenção. Afinal, de nada adianta plantar uma flor belíssima e adaptada ao litoral se ela floresce apenas no inverno, ou que exige constante manutenção e não há ninguém no local por meses para realizá-la.

As plantas tropicais como a palmeira, palmeira imperial e coqueiros se adequam muito bem ao clima praiano, pois aguentam ventos fortes e a ação da maresia. Outros exemplos de plantas tropicais são: Coqueiros, Heliconias, Alpineas, Ixoreas, Palmeiras, Bastão do Imperador, Ravenalas, Hibiscos, Cicas, Phoenix e Pandanus. Já em lugares totalmente abrigados da luz solar pode-se usar o lírio da paz, Marantas, Chamaedoreas, Singonio e licuala.

Na composição, é sempre bom utilizar cores tropicais, como da pleomele ou bromélias amarelas e rubras, pois a paisagem deve ser harmônica e não contrastar com a beleza natural da praia. Além disso, cores tropicais são intensas e conferem um ótimo astral onde são dispostas.

Se há espécies apropriadas ao clima praiano, também existem as que não se dão bem neste ambiente e devem ser evitadas, como azaléia, hortênsia, roseira e pinheiros. Plantas de clima temperado também não se adaptam ao litoral brasileiro.

Atenção aos móveis

Os móveis e acessórios também são muito importantes e devem ser resistentes aos mesmo fatores já citados. Uma escolha inteligente são materiais laváveis e os tratados com resina especial, que protege contra a radiação UV. Para opções mais sofisticadas são boas pedidas madeiras resistentes, que dispensam manutenção, sempre protegidas com verniz náutico. Deve-se fugir de metais, pois eles enferrujam com a maresia. 


Leia mais sobre: paisagismo


Maier & Ale Paisagismo - (11) 4225 8501 - www.maiereale.com.br

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.