Antes de viajar garanta que o jardim e os vasos continuarão impecáveis durante sua ausência

Viajar é uma delícia. Mas deixar a casa fechada e sem manutenção por mais de uma semana pode resultar em plantas desidratadas e com falta de iluminação. Para garantir que o jardim não sofra até a sua volta, listamos algumas providências e soluções que podem ajudar a manter as plantas saudáveis nesse período.

Prepare o terreno

O gel que retém a água e a libera aos poucos é uma alternativa para irrigar as plantas
Arquivo Hydroplan-EB
O gel que retém a água e a libera aos poucos é uma alternativa para irrigar as plantas
O primeiro passo é aprontar o substrato para reter a umidade com eficácia por mais tempo. “Misture à terra um pouco de matéria orgânica, como húmus ou esterco”, ensina Alexandre Braga, da Maier e Ale Paisagismo.

Além disso, há um produto especial para ajudar na hidratação: um gel capaz de reter a água e liberá-la aos poucos. “O produto é um polímero que otimiza o recurso hídrico”, afirma Omar El Jamal, da Hydroplan-EB.

Para usá-lo, basta incorporá-lo ao composto utilizado no replantio. “A técnica funciona em todas as épocas do ano, principalmente onde as variações de temperatura são muito bruscas”, completa Claudia Canales, do Atelier das Plantas. O gel também pode ser uma boa alternativa para espécies cultivadas em água. “Já que não será preciso repor o líquido com a mesma frequência”, completa El Jamal.

Mantenha a umidade

Outra providência a ser tomada é proteger a camada de terra que fica em contato com o ar. “Coloque casca de pínus, fibra de coco ou algum tipo de musgo. Isso evita a perda de água”, diz Claudia.
Ao contrário do que se imagina, abrir as janelas para arejar o ambiente não é uma boa ideia nessa época de frio. “Mantê-las fechadas evita a dispersão da umidade”, explica Braga.

Hidratação gota a gota

Instalar um gotejador no vaso é uma boa maneira de garantir a irrigação durante sua ausência. No mercado alguns equipamentos mais simples, onde se pode adaptar uma garrafa PET, e os mais moderninhos, que contam com uma bomba submersa e são movidos a eletricidade. “Essa é uma forma de amenizar o problema e evitar o ressecamento”, diz Braga.

Pode-se ainda recorrer a uma adaptação caseira: faça um pequeno furo na tampa de uma garrafa de refrigerante vazia, encha-a de água e coloque-a de cabeça para baixo no vaso. “Isso ajuda na irrigação, porém o tempo é limitado e recomenda-se não passar mais de quatro dias com o uso deste método”, alerta Claudia.

A tecnologia entra em campo

Por computador, é possível transmitir dados de temperatura, umidade e velocidade do vento
Divulgação
Por computador, é possível transmitir dados de temperatura, umidade e velocidade do vento
Programar o horário e a duração das regas pelo celular também já é possível graças à tecnologia. Basta ter em casa um bom sistema de automação. “É uma ferramenta poderosa para facilitar o dia a dia e essencial para quem deseja aproveitar os dias de folga sem preocupações”, afirma Felipe Gásparo, engenheiro da GDS.

A ciência vai além. “Hoje se transmite  de uma central meteorológica a um computador ou a um smartphone, o que permite tomar decisões de cuidados ainda mais precisas”, diz Reiner Jurgen Von Wallwitz, da Home Control.

Ainda é possível aproveitar o circuito fechado de TV (CFTV) para monitorar suas plantas pela internet. O valor mínimo para quem já possui um jardim automatizado e pretende estender o controle para a web ou por telefonia móvel é de R$ 5 mil, segundo dados da GDS.








Serviço:


Acqua Vitta Floral
Avenida Elias Miguel Maluf, 2-44 – Bauru (SP)
Tel: (14) 3218-4355

Atelier das Plantas
Rua Antônio Escorsin, 1650 sala 25 – Curitiba (PR)
Tel: (41) 3027-3327/ 9971-2991

GDS Automação
Rua Colômbia, 311 A – Belo Horizonte (MG)
Tel: (31) 3342-2828

Home Control
Rua Doutor Sodré, 122 conjunto 43 – São Paulo (SP)
Tel: (11) 3846-1382

Hydroplan-EB
Rua da Alfândega, 200 conjunto 356 – São Paulo (SP)
Tel: (11) 3322-7000

Maier e Ale Paisagismo
Avenida Goiás, 3477 – São Caetano do Sul (SP)
Tel: (11) 4225-8501/9981-6501

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.