Saiba como cuidar das plantas na pérgula

Para garantir um bom desenvolvimento das espécies eleitas para formar o pergolado plante-as diretamente no solo. “Em vasos , o crescimento fica limitado”, diz a paisagista Ana Maria Cintra.

A cobertura total de uma pérgula depende do crescimento das espécies escolhidas. As que se desenvolvem rapidamente podem cobrir a estrutura em um ano. Já aquelas que demoram um pouquinho mais, de acordo com o tamanho da estrutura, levam de dois a três anos.

Nesse período, é imprescindível redobrar a atenção e adotar alguns cuidados (que devem ser feitos com frequência). Um deles é a poda – é importante realizá-la no momento correto. Existem três tipos: de formação, quando a planta ainda é jovem, de limpeza, que elimina apenas ramos e folhas secas, e de floração, feita para controlar o volume.

A rega pode variar de acordo com a região e época do ano, mas o ideal é que o substrato permaneça úmido. “Molhe apenas a raiz da planta, de preferência pela manhã ou ao entardecer”, recomenda a paisagista Letícia Lenz.

O modo de fixação na estrutura e a condução (o sentido que ela crescerá) variam de acordo com cada planta. “ Sapatinho-de-judia (Thunbergia mysorienses) pode alcançar o topo com a ajuda de um fio de náilon (ela irá acompanhá-lo).

Já a madressilva (Lonicera japonica) sobe naturalmente, sem nenhum truque. Arbustos escandentes necessitam de amarrilhos para se fixarem nas estruturas, como o jasmim-estrela (Jasminum nitidum)”, explica Letícia.


Consultoria:

Anna Saraceni
Tel: (48) 9615-7700

Letícia Lenz
Tel: (47) 3467-0084/ 9184-0264

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.