Saiba como é possível ter um pouco de natureza e verde em casa, mesmo vivendo em pequenos apartamentos

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508138991&_c_=MiGComponente_C


Acordo Ortográfico


Atualmente, uma grande parte da população vive em apartartamentos. Mas isso não significa que seja impossível a estas pessoas terem em sua residências um canto agradável para poderem relaxar em meio a plantas e flores.

Pensando nisso, os paisagistas Alexandre Braga e Maier Gilbert, da Maier & Ale Paisagismo, dão algumas dicas bastante úteis de como produzir e manter uma varanda.

Escolha as plantas

Divulgação

Em primeiro lugar, os profissionais ressaltam que para a escolha das plantas deve-se levar em conta que elas sejam resistentes ao vento, com folhas mais grossas, pois devido à altura, plantas colocadas em varandas são suscetíveis à forte ação do vento. Também é necessário prestar atenção à ensolação do local, se predomina meia sombra, sombra completa ou se bate sol diretamente.

Ao contrário de jardins, onde as plantas são cultivadas diretamente na terra, as plantas de varandas são colocadas em vasos. Por isso, deve-se atentar para que suas raízes - inclusive na fase adulta - não sejam maiores que a capacidade do vaso, de outro modo, a planta pode ser sufocada.

Um tamanho ideal de vaso seria com a boca de 50 cm de diâmetro e, além da terra, recomenda-se cobrir com pedras brancas, palha e cinza para irrigação, além de casca de árvore. Maier e Alexandre também aconselham a fazer uma composição de tamanhos de vasos para fazer volume e dar um bom toque ornamental.

Existem algumas plantas que são peças-chave na composição de um terraço, pois suportam bem suas intempéries. São elas: pleomeli, léia-rubra, palmeira fênix, beocarnia, dracena arbórea, beaucarnea, clúsia e cyca revoluta.

Cuidados a serem tomados


Ultimamente existe a tendência de cultivar em casa pequenas hortas de ervas aromáticas, mas os paisagistas advertem que ervas não suportam bem a ação do vento e não são adequadas para o cultivo em apartamentos.

Para garantir que as plantas sigam saudáveis e tenham longevidade, os paisagistas alertam que não se pode esquecer das regas, adubagem e do combate às pragas, que deve ser realizado de forma manual.

Se o terraço tiver um tamanho um pouco maior, havendo espaço, pode ser colocado um banco, namoradeira ou mesinha, o que garante à sua área externa ser melhor aproveitada pelos moradores e convidados.


Leia mais sobre: varanda


Maier & Ale Paisagismo - (11) 4225 8501 - www.maiereale.com.br

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.