Conheça as espécies mais indicadas para escritórios e locais fechados

A pleomele é uma das plantas indicadas para ambientes fechados
Divulgação/Anna Saraceni
A pleomele é uma das plantas indicadas para ambientes fechados
Ter uma planta no local de trabalho é uma forma de dar mais vida ao espaço e ajudar a manter o ar sempre puro. No entanto, é preciso muita atenção no momento da escolha pois não são todas que podem ser usadas em ambientes fechados.

“A quantidade de luz, água e ventilação depende da espécie escolhida. Antes de colocá-la no ambiente de trabalho, é fundamental pesquisar quais são suas principais peculiaridades,” diz o paisagista Alex Sá Gomes.

Entre as mais indicadas estão o fícus, o pleomele, o pacová, a dracena e a pata-de-elefante. “Estas são espécies de sombra e não exigem rega em excesso”, afirma a paisagista Anna Saraceni. Mas algumas espécies mais tóxicas, como a comigo-ninguém-pode, deve ser evitada. “Em contato com os olhos, ela pode causar irritação”, diz Gomes.

Para os apaixonados por flores, uma boa notícia: também é possível cultivá-las no escritório. Mas dê preferência às bromélias, orquídeas e violetas, que exigem menos cuidados.

Veja as espécies indicadas para o ambiente de trabalho:

A pata de elefante é outra que não exige muitos cuidados
Divulgação/Anna Saraceni
A pata de elefante é outra que não exige muitos cuidados
- Bromélias (Alcantarea imperialis, Gusmânias, etc)

- Dracena (Dracaena tricolor)

- Espada ou lança de São Jorge (Sanseveria cilindrica)

- Ficus (Ficus benjamina e Ficus elastica)

- Iuca (yucca)

- Lírio da Paz (Spathiphyllum wallisii)

- Pacová (Philodendron martianum)

- Pata de elefante (Nolina beaucarnea recurvata)

- Palmeirinha (Chamaedora seifritzi)

- Peixinho (Nemantathus wettsteinii)

- Pleomele (Pleomele reflexa)

- Ripsalis (Ripsalis)

- Suculentas (Echeverias, etc)

- Orquídeas (Phalaenopsis, Cymbidium, etc)

- Zazá (Zamioculcas)

Serviço:

Alex Sá Gomes
Tel: (71) 3354-4469

Anna Saraceni
Tel: (48) 9615-7700

Ivani Kubo
Tel: (11) 2331-2944

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.