Dicas para escolher, posicionar e criar uma jardineira dentro de casa

Você pode optar por ter mais de uma espécie na sua jardineira
Divulgação Luciana Brandão
Você pode optar por ter mais de uma espécie na sua jardineira
Nada como ter flores e aqueles temperos fresquinhos sempre à mão. Para isso, basta montar uma jardineira . Elas podem ser suspensas ou de chão e comportam diferentes espécies. Basta adequar as escolhas a cada caso.

Conheça as plantas mais indicadas para jardineiras

“Para os modelos colocados no alto, prefira plantas pendentes que, geralmente, têm caule escondido e floração e folhagem à mostra”, indica a arquiteta paisagista Angélica Ignacio, da Flor Folha. Bons exemplos são o gerânio-pendente, o brinco-de-princesa , o jasmim-amarelo , o rabo-de-burro, a bola-de-neve-mexicana e a flor-da-fortuna. “Todos devem ser cultivados a pleno sol”, recomenda a profissional. Heras , aspargos, algumas samambaias e colar-de-pérolas também são bem-vindos e indicados para locais com sombra.

Já as jardineiras de chão são usadas normalmente para delimitar espaços ou até mesmo disfarçar o ar-condicionado na varanda. Aposte em murtas e buxinhos (espécies que necessitam de sol pleno) ou bambuzinho-de-jardim e palmeira-ráfia , ideais para espaços com meia-sombra.

Acerte na escolha

Saber escolher a jardineira é outra atitude importante. Antes de tudo, é preciso analisar o espaço disponível para o modelo não atrapalhar a circulação.

Os tons também pesam na decisão. “Vale optar por cores neutras, pois oferecem maior liberdade criativa e permitem o plantio de espécies com tonalidades distintas”, afirma Angélica.

E mais uma boa notícia: é possível acomodar três tipos de plantas, desde que as necessidades de água e sol sejam similares.

Depois que tudo estiver pronto, é imprescindível cuidar dos exemplares com carinho. Cada um tem a sua particularidade para poda . Então, siga as orientações do jardineiro ou paisagista. Já a adubação deve acontecer de seis em seis meses e, de preferência, com substratos orgânicos.

Onde instalar

Mantenha a jardineira em um local que não dificulte a manutenção das espécies
Divulgação Flor Folha
Mantenha a jardineira em um local que não dificulte a manutenção das espécies
Alguns aspectos devem ser levados em consideração antes da escolha do local onde as jardineiras serão colocadas. “O espaço deve permitir a manutenção, limpeza, poda, irrigação e adubação das espécies, sem interferir na dinâmica do ambiente, como dificultar a abertura das janelas, por exemplo”, aponta a arquiteta paisagista Luciana Brandão.

A luminosidade é outro fator importante, pois a incidência de sol interfere diretamente na decisão das espécies. “É importante escolher um espaço de acordo com as necessidades da planta. Assim, ela crescerá mais saudável”, afirma Angélica.

Evite exemplares com raízes agressivas e profundas, como famílias de fícus, patas-de-elefante e yucas, pois podem provocar rachaduras. “É fundamental não colocar as jardineiras perto de ralos, já que as folhas que caem podem entupir a tubulação”, alerta a arquiteta e paisagista Ana Claudia Costa Pinto, da Takuarobi.

Para os modelos suspensos, fixados na parede, recomenda-se realizar a impermeabilização da superfície primeiro. Medida que pode evitar futuras dores de cabeça com infiltrações.

Acompanhe as novidades de jardinagem e paisagismo no twitter do Delas










Serviço:

Flor Folha
Rua Santo Antonio, 40 – Juiz de Fora (MG)
Tel.: (32) 3211-1550
florfolha@gmail.com

Luciana Brandão
Rua Doutor Nelson Lins d'Albuquerque, 110 – Curitiba (PR)
Tel.: (41) 3338-6607 / 3338-7789

Takuarobi
Tel.: (11) 5581-8741 / 9919-2136

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.