Fique atento à escolha do vaso e à sua disposição nos ambientes de trabalho

A arquiteta Maria Fernanda Rodrigues valeu-se da iuca para alegrar o escritório
Divulgação
A arquiteta Maria Fernanda Rodrigues valeu-se da iuca para alegrar o escritório
Para garantir a saúde das plantas e, ao mesmo tempo, contribuir com a decoração do escritório, é preciso acertar na escolha das espécies, dos vasos e nos locais em que serão colocados.

Vasos de polipropileno, ferro ou cerâmica esmaltada são os ideais, pois exigem pouca manutenção. Aos que sonham em ter um verdadeiro jardim para o ambiente de trabalho, a paisagista Anna Saraceni faz algumas recomendações. “O ambiente deve ter ralo – para possibilitar a drenagem – e um espaço razoável para não atrapalhar o crescimento das espécies.”

Para facilitar a manutenção e bom desenvolvimento das espécies, garanta uma boa disposição dos vasos. “Se possível, deixe-as perto da janela para que possam receber luminosidade e ventilação, características fundamentais para o crescimento saudável”, indica a paisagista Ivani Kubo. Mas, como nem sempre existe essa possibilidade, ela dá uma dica. “Limpe as folhas com frequência, pois o pó prejudica seu desenvolvimento e ela não consegue respirar direito.”

Para Anna, muitas vezes é possível resolver o problema da falta de iluminação natural com o uso das luzes artificiais. “Algumas espécies aceitam bem essa condição. Até mesmo um ventilador ou ar condicionado pode ajudar.”

Não exagere na rega à sombra

Os que trabalham demais e têm tempo de menos devem optar por espécies que necessitam de pouca rega. “As plantas indicadas para sombra e meia-sombra, geralmente, recebem água duas vezes por semana, o que não exige muito dos seus responsáveis”, afirma Ivani. A rega em excesso pode ser prejudicial pois, como não há muita ventilação, as raízes tendem a apodrecer.

Outra dica fundamental é adubar frequentemente. “A periodicidade depende do produto eleito e das indicações do fabricante. Se possível, escolha os adubos orgânicos”, afirma. E lembre-se: plantas bem adubadas são sinônimos de saúde e ficam menos suscetíveis a doenças.

Fuja dos locais de grande circulação

Para garantir uma boa circulação é fundamental caprichar na disposição das plantas. “Elas não devem ser grandes demais se o ambiente for pequeno”, afirma o paisagista Alex Sá Gomes.

Se isso acontecer, as espécies podem ser prejudicadas. “As pessoas podem esbarrar, quebrar suas folhas e atrapalhar o bom desenvolvimento de cada uma.” Por esse motivo, é essencial avaliar o espaço disponível. Evite colocá-las em passagens e locais de grande circulação.

Analisar o desenvolvimento das espécies também é muito importante. A escolha deve ser feita de acordo com a dimensão de suas folhas e, principalmente, das raízes. “Se elas crescerem demais, dificilmente poderão ficar dentro do escritório e terão de ser replantadas”, avisa a paisagista Ivani Kubo.

Serviço:

Alex Sá Gomes
Tel: (71) 3354-4469

Anna Saraceni
Tel: (48) 9615-7700

Ivani Kubo
Tel: (11) 2331-2944

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.