Em entrevista ao iG Gente, o Tremendão fala sobre suas experiências e mostra um pouco de sua casa

Esses são meus jardins suspensos
Dario Zalis
Esses são meus jardins suspensos
Cercado por discos, livros, fotos, credenciais de shows e lembranças de viagens, Erasmo Carlos garante que o escritório é o cômodo de sua casa na Barrada Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, que mais se parece com sua personalidade.

"Não gosto que mexam aqui, porque sei me encontrar no meio da minha bagunça. Sei onde está cada objeto que procuro. Esse local é a minha cara”.

Entretanto, é no jardim, na parte de fora do segundo andar da residência, que ele mais gosta de estar.

"Esse são os meus jardins suspensos. Se deixarem, fico do lado de fora mais tempo do que dentro. Passo horas cuidando das plantas e mexendo muito com a terra.”

Leia e entrevista com Erasmo Carlos na íntegra

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.