Como utilizar a adubação foliar e quais benefícios ela pode trazer para suas plantas

A maior vontade dos que gostam de plantas é vê-las sempre vistosas e cheias de energia. Para que isso seja uma realidade constante é preciso seguir alguns cuidados básicos com a rega, a luminosidade, a troca periódica do substrato e a fertilização, afinal elas precisam se alimentar . Assim como os humanos, determinadas espécies têm maior necessidade ou carência de alguns nutrientes em determinados períodos, como o reprodutivo, e precisam de complementos. “Isso pode ser reparado pela adubação foliar”, conta a engenheira agrônoma Cyntia Salles, da Conexão Ambiental.

Ao fazer a adubação foliar, é preciso ter cuidado para que a solução não escorra
Getty Images
Ao fazer a adubação foliar, é preciso ter cuidado para que a solução não escorra
O método ainda é usado no auxílio de combate às doenças. “É um grande aliado no tratamento de moléstias , pois as folhas absorvem as substâncias com maior rapidez”, diz Paulo Ávila, consultor e professor de jardinagem.

Os produtos encontrados em lojas especializadas são químicos. Mas se preferir (e tiver espaço) é possível fazer seu próprio fertilizante. “Basta utilizar o líquido proveniente da compostagem de materiais orgânicos e diluí-lo na proporção de um para dez”, ensina o engenheiro agrônomo Wagner Novais, coordenador do projeto Fábrica Verde.

É importante que a recomendação de dosagem seja seguida à risca. “O excesso pode provocar o efeito inverso e fazer com que um exemplar saudável adoeça”, afirma Ávila.

A forma de aplicação é simples e requer apenas um borrifador. “Utilize um equipamento que pulverize gotas minúsculas, assim a solução não escorre e se obtém melhores resultados com baixo desperdício”, indica Cyntia.

Em algumas espécies de plantas é preciso utilizar compostos conhecidos como agentes químicos (à venda nas lojas do ramo) para auxiliar na retenção de nutrientes ou proteger o exemplar de eventuais danos. O produto é adicionado ao adubo e pode ser classificado como protetor, umectante ou molhante. Para saber qual a melhor opção e a proporção a ser usado, é recomendado consultar um especialista.

O horário de aplicação é importante para não prejudicar a planta. “O processo deve ser feito no fim do dia. Além de melhor absorção das substâncias, evita queimaduras na folhagem ”, diz Novais.

A adubação foliar é um ótimo complemento para a saúde das plantas, mas não dispense as outras formas de fertilização.


Serviço:

Conexão Ambiental
Av. Andrômeda, 3619 – São José dos Campos (SP)
Tel: (12) 9776-7726

Paulo Ávila
Tel: (31) 3371-9803 / 9795-3399

Wagner Novais

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.