Publicidade
Publicidade - Super banner
Casa
enhanced by Google
 

A grama certa para cada local

Conheça os diferentes tipos de grama e onde elas podem ser melhor aproveitadas

Daniela Morás, especial para o iG São Paulo |

Ela pode não ser a estrela do seu jardim, mas é a responsável por dar o acabamento perfeito para qualquer espaço verde que se preze. Das mais diversas cores, tamanhos e formatos, a família Gramineae chega a ter 9 mil espécies diferentes.

Mesmo com tanta variedade, no Brasil poucas delas são utilizadas, como explica o engenheiro agrônomo especializado em gramados, Haroldo Sampaio. “Por aqui, a gente tem apenas cinco ou seis opções de grama. No exterior, tem umas 40, 50 variedades.”

Mas não são todas elas que suportam calor, chuvas e aquele cachorro bagunceiro solto no quintal. Na hora de escolher qual tipo de grama é o mais indicado para o seu jardim, casa de campo ou campinho de futebol é importante conhecer as variedades mais comuns oferecidas no mercado.

Esmeralda: uma jóia no jardim

Reprodução
Grama esmeralda: a mais resistente e bela
A mais popular entre todas as gramas, a esmeralda (Zoysia japonica) suporta o pisoteio e pode ser utilizada em casas que tenham cachorro. Com folhas de largura média e pontiagudas, tem cor verde intensa, assim como a pedra de mesmo nome.

Segundo Haroldo Sampaio, essa espécie se desenvolve melhor em solo arenoso, por isso, ele recomenda colocar, antes do plantio, uma camada de 20 a 30 centímetros de areia sob a grama.

O engenheiro agrônomo e paisagista Sérgio Menon, da Grama e Flor, recomenda que ela seja plantada em locais bastante ensolarados. “Ela é bonita e resistente, mas requer sol pleno”.

Além disso, ele explica que nessa espécie o espaço entre as raízes é menor, o que protege mais o solo e não permite que ele fique exposto. Por isso, ele indica a grama esmeralda para áreas próximas à piscina e gramados que ficam expostos ao sol.

Batatais: rústica, porém eficiente

Reprodução
Grama batatais: rústica, ajuda a evitar erosões
Mais rústica e simples, a grama batatais é muito usada em taludes (áreas inclinadas), para segurar a erosão, e também é indicada para áreas de passagem e pisoteio de animais. De acordo Rafaela Andrade, da empresa Grama Linda, por ser uma grama de pasto, a batatais (Paspalum notatum) cresce muito rapidamente e precisa de poda frequente.

Sampaio explica que essa espécie não é cultivada, mas arrancada da pastagem. O que, apesar de quase não sofrer com pragas, pode trazer muitas ervas daninhas consigo. Por isso, é importante ficar atento na hora de comprar e observar se o tapete está livre dessas plantinhas indesejáveis.

São Carlos: sombra e água fresca

Reprodução
Grama São Carlos: cuidados constantes
Com folhas largas, lisas e de verde bastante intenso, a grama São Carlos (Axonopus compressus) tem sistema de irrigação exigente.

“Para mantê-la verde é necessário regá-la pelo menos uma vez por semana”, afirma Sampaio.

Pouco resistente ao pisoteio, essa espécie se desenvolve melhor em locais de sombra. Daí ser indicada para regiões mais frias, como uma casa de campo.

De acordo com Rafaela Andrade, “a São Carlos não cresce muito, mas precisa ser podada a cada 15 ou 20 dias, para deixar o gramado mais bonito”.

Santo Agostinho: grama praieira

Reprodução
Grama Santo Agostinho: ideal para a praia
Assim como a grama São Carlos, a Santo Agostinho (Stenotaphrum secundatum) se desenvolve melhor em locais de sombra, como explica Sérgio Menon.

“Ela fica melhor em áreas pouco ensolaradas, é mais grossa e costuma ter um espaçamento maior entre uma e outra.”

Sampaio ainda lembra que esta espécie tolera locais inclinados, pois tem raízes volumosas.

É considerada uma grama rústica e, por isso, indicada para áreas litorâneas e de campo.

 

Bermudas: paixão pelos esportes

Reprodução
Grama bermuda: para áreas esportivas
A grama bermudas (Cynodon dactylon) e suas variedades são indicadas para gramados de alta performance, como campos de futebol, pólo e golfe. Suas folhas são bastante estreitas, mas regeneram-se com facilidade.

Apesar de bonita, precisa de manutenção frequente, com adubação e podas constantes. Outro inconveniente é o preço: ela costuma ser 10 a 20% mais cara que as outras gramas.


 

 

Preços de referência:
Grama esmeralda – R$ 2,30/ m2, em média, mais frete
Grama batatais – R$ 1,00/ m2 , em média, mais frete
Grama São Carlos – R$ 2,50/ m2, em média, mais frete
Grama Santo Agostinho – R$ 2,50/ m2, em média, mais frete
Grama Bermudas – R$ 3,00, em média, mais frete


Serviço:

Grama Brasil
Rodovia Raposo Tavares, km 188, Itapetininga (SP)
Tel: (15) 3372-5146

Grama Linda
Av. Jacutinga, 270, sala 5, Moema, São Paulo (SP)
Tel: (11) 5051-9955

LR Gramas
Rua Maria José Salem, 101 - Vila Salem –
Itapetininga (SP)
Tel: (15) 327-2911
 

Leia tudo sobre: jardinagem grama

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG