Curador da mais importante coleção de bonsais dos EUA dá dicas para os novatos

AP

Muitas pessoas têm uma história de bonsai para contar. E muitas delas não têm um final feliz – pelo menos para os bonsais. Mas, para Julian Velasco, curador da coleção de bonsais do Jardim Botânico do Brooklyn, em Nova York, isso só acontece por falta de informação.

Mais: 8 dicas para melhorar o cultivo de orquídeas

“Bonsai é horticultura, arte, filosofia e até mesmo um modo de vida na forma de uma única árvore carinhosamente podada e adaptada para viver em um pequeno vaso, refletindo a força da natureza”, explica Velasco, que cuida de mais de 350 árvores. Entre elas, alguns dos mais antigos bonsais em exibição pública fora do Japão, com mais de 200 anos.

Para quem está começando a cultivar um bonsai , Velasco dá algumas dicas. A primeira é escolher uma variedade de árvore adequada para o seu ambiente. Por ser mais resistente, o fícus e o olmo chinês são boas pedidas para serem cultivados dentro ou fora de casa. Pequenas variedades de azaleias, jabuticabeira e junípero também são muito populares entre os entusiastas de bonsai.

Além de selecionar a variedade correta, os novatos precisam entender as dinâmicas de estresse e rega do bonsai, diz Velasco. "Muitas vezes as pessoas levam um bonsai para casa e, em seguida, todas as folhas caem. A tendência é achar que ele está morrendo, mas a planta pode estar apenas estressada e precisando de tempo para se adaptar ao novo ambiente", explica.

"Nesse período, reduza a quantidade de água e só volte a regar quando o solo começar a secar. Só então passe, aos poucos, a gotejar água na terra. Com o tempo, os brotos começarão a aparecer e a necessidade de água aumentará."

Muitos produtores de bonsai mantêm a ponta de um palito de madeira no solo para ajudar a medir a umidade. "Se o pauzinho estiver úmido é porque não há necessidade de rega. Mas nunca deixe as raízes secarem completamente", explica Velasco. Certifique-se ainda que a água excedente escorra para fora do vaso, evitando o apodrecimento.

Quanto à poda, deixe que a árvore cresça de cinco a sete folhas antes de cortar duas delas, estimulando um novo desenvolvimento. "Só pode a planta que está crescendo ativamente. Árvores precisam crescer para serem felizes e saudáveis", lembra o especialista. "Basta entender o que o bonsai está tentando expressar que ele irá recompensá-lo sendo saudável e bonito", garante Velasco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.