Utilizar móveis e objetos de aço ou latão cromado garante um ar contemporâneo ao ambiente. Mas é preciso saber a dose certa para preservar o aconchego

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508183324&_c_=MiGComponente_C

Não é de hoje que os móveis com estrutura de metal cromado estão em alta. Afinal, boa parte deles faz parte dos clássicos do design, criados décadas atrás e considerados eternamente modernos. A escolha de uma dessas peças, seja uma mesa de canto ou poltrona, pode ser traduzida como sinônimo de bom gosto.

Dependendo de onde é aplicado, pode fazer referência ao modernismo, como no mobiliário, ou então se apresenta mais high tech, quando utilizado em sistemas estruturais, afirma a arquiteta Brunete Fraccaroli.

O material, aço ou latão, foi amplamente utilizado na decoração entre os anos 70 e 80, quando passou a ser empregado em luminárias, bases de mesas, painéis, acabamentos e objetos. Era a moda da época e marcava o estilo de 9 entre 10 casas que exibiam um perfil às vezes até futurista.

Opção sempre atual

De lá para cá, o metal cromado foi tomando formas limpas e discretas e hoje carrega características contemporâneas, fazendo bonito em quase todo tipo de ambiente, pois pode ser combinado a diversas matérias-primas. É o caso de um aparador com estrutura de metal cromado com desenho reto e simples e com tampo de vidro. Precisa mais? É o tipo de móvel que já virou curinga, pois completa um ambiente e, ao mesmo tempo, se mantém neutro, pela própria leveza.

Luminárias e cadeiras em metal cromado dão leve toque high tech ao projeto de Brunete Fraccaroli

Para Brunete Fraccaroli, o uso do metal pode ser empregado na estrutura do mobiliário, bem como em detalhes: Costumo utilizar em meus projetos, pois o material empresta um ar contemporâneo sem deixar o ambiente frio, afirma. Porém, a profissional avisa que é preciso cuidado para não ser utilizado em excesso: Deve-se dosar a quantidade e saber compor o metal com outros materiais mais aconchegantes.

E não há restrições quanto ao ambiente onde pode ser adotado. Combina em salas de jantar, estruturas de cadeiras e mesas. Além de livings e home theaters, nas mesas de centro e laterais ou em pés de sofás. Também uso muito os lustres de cristal com estrutura metálica, conta Fraccaroli, que prefere mesclar o metal cromado em espaços contemporâneos e modernos. No clássico, pode até ser usado, mas com muita cautela e sutileza, orienta.

Anote as dicas

E aí vão algumas dicas de Brunete Fracarroli:

- Deve-se usar os metais sempre com o mesmo tipo de tratamento, ou polidos, ou escovados, e não a mistura dos dois.

-Também não se pode exagerar na quantidade de móveis e objetos, para não perder em aconchego.

-O metal cromado cai bem tanto em espaços grandes como em pequenos, sendo que em áreas reduzidas ainda oferece a vantagem extra de se apresentar como um material visualmente leve.

-Assim como os espelhos, o metal cromado pode até dar a sensação de amplitude a um espaço pequeno. Já projetei alguns móveis com este material, que deu um efeito espelhado às peças.


Leia mais sobre: decoração


Onde encontrar
Brunete Fraccaroli:
www.brunetefraccaroli.com.br

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.