Madeiras e troncos de árvores unidos a vidros e acrílicos ganham espaço na mostra de decoração

selo

A mistura entre a rusticidade de troncos de árvore e peças de madeira com o ar moderno e futurístico de vidros e acrílicos transparentes estão em alta. A tendência, que já aparecia em peças pinçadas no último Salão de Móveis de Milão , ganhou força na Casa Cor 2010, em São Paulo.



Fernanda Marques, Ângela Tasca, Daniela Colnaghi, Denise Barreto foram algumas das profissionais que utilizaram essa combinação em seus ambientes. “A união do vidro com o elemento natural dá equilíbrio à peça, tornando-a mais harmoniosa”, diz a designer de interiores Ângela Tasca, que utilizou uma mesa de centro de madeira com um aparador de vidro ao lado para compor o Loft da Designer.

Ângela Tasca colocou um suporte de vidro recortado no canto da mesa de centro feita de madeira
David Santos Jr / Foto Arena
Ângela Tasca colocou um suporte de vidro recortado no canto da mesa de centro feita de madeira


Já Daniela Colnaghi colocou na entrada da Joalheria uma mesa de centro que encaixa o vidro a um pedaço de tronco de árvore. “Foi a primeira vez que usei essa mistura e gostei muito do resultado. Unir o natural ao tecnológico trouxe modernidade e aconchego ao ambiente”, afirma.

Na entrada da
David Santos Jr / Foto Arena
Na entrada da "Joalheria", Daniela Colnaghi encaixou o vidro a um pedaço de tronco de árvore


Outra profissional que valeu-se da novidade foi a arquiteta Denise Barretto, que colocou no Loft da Executiva uma escrivaninha com tampo de vidro e base de tronco de árvore, criada em parceria com a L’Oeil.

Denise Barretto colocou no Loft da Executiva uma escrivaninha com tampo de vidro e base de tronco de árvore
David Santos Jr / Foto Arena
Denise Barretto colocou no Loft da Executiva uma escrivaninha com tampo de vidro e base de tronco de árvore

Segundo Angela, essa junção que está sendo usada agora deve se manter nos próximos anos. “Acredito que será uma nova proposta de decoração e proporcionará nuances e estilos diferentes aos ambientes.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.