Novidades para a cozinha e o banheiro também poderão ser vistas lado a lado com as peças de design que marcarão tendência

Enquanto as principais empresas moveleiras da Itália correm para finalizar as novas peças de design que ditarão tendência nos próximos anos, a Cosmit, organizadora do Salão Internacional do Móvel de Milão, já esquenta os motores para a 51ª edição da feira, que acontece de 17 a 22 de abril, no centro de exposições de Rho, a poucos minutos da região central de Milão. "Estamos nos preparando para os próximos 50 anos da feira ", afirmou Carlo Guglielmi, presidente da Cosmit, durante evento de apresentação das novidades, nesta semana, na Triennale milanesa.

Bate papo de Carlo Gugliemi, presidente do Salão de Milão, com jovens designers
Getty Images
Bate papo de Carlo Gugliemi, presidente do Salão de Milão, com jovens designers
Ao lado de jovens designers, ele falou sobre a importância de se ajudar os talentos iniciantes a desenvolverem seus projetos com a divulgação e a criação de pontes junto às empresas. Tarefa que há 15 anos tem ficado a cargo do Salão Satélite e de sua curadora Marva Griffin, que para este ano selecionou nada menos do que 750 designers, sendo 17 representantes de escolas de design de todo o mundo, como a PUC-RJ. Todos deverão apresentar peças inovadoras sobre o tema "Design e Tecnologia".

Para mostrar que também internalizou alguns conceitos da nova geração, a feira estreará este ano nas redes sociais, com a cobertura on line do salão via blog , Twitter , Facebook , Youtube e Flickr.
Já nos 209 mil m2 do espaço de exposição estarão concentrados o Salão do Móvel – com as peças mais esperadas de marcas como Driade, Moroso, Kartell etc, desenhadas por grandes nomes do design mundial como Patricia Urquiola , Philippe Starck , Karim Hashid , entre outros –, e os salões bienais EuroCucina e International Bathroom Exibition, totalizando 2.500 expositores.

Saiba mais: 36 novas tendências em decoração

Em sua 19ª edição, os quatro pavilhões que abrigam a EuroCucina trará pela primeira vez, além de móveis, equipamentos e acessórios para a cozinha, com a ambição de apresentar novas soluções de inovação e tecnologia para um novo e crescente estilo de convivência, aquele em torno do fogão. "Decidimos incluir todos os itens que tornam os rituais de convívio e socialização na cozinha mais simples e agradáveis. Até porque os mundos da cozinha e dos móveis estão ficando incrivelmente próximos", afirma Guglielmi.

Quatro vezes maior do que quando foi criado, em 2003, o salão dedicado à área do banheiro também deverá incluir novidades para o ritual do bem-estar. Espumas de banho, cremes e toalhas felpudas ainda não estarão presente – quem sabe no futuro? –, mas banheiras, saunas e louças cheias de tecnologia e linhas cuidadosamente pensadas certamente aparecerão pelos 170 estandes. "O banheiro deixou de ser puramente funcional para ser um espaço onde é preciso mostrar seu estilo ", diz o presidente da feira. Aberto para o público em geral apenas nos dois últimos dias – nos demais a entrada é restrita a compradores e imprensa – o Salão contará com uma área de massagem, aromaterapia e infusões, que promete ser tão disputada quanto as estrelas do design mundial que circulam por lá.

Nos cinco dias de Salão, deverão circular mais de 300 mil visitantes, sendo mais da metade vinda de cerca de 160 países. Só o Brasil enviou, no ano passado, quase 5 mil pessoas , entre designers, arquitetos e estudantes. Apesar disso, os negócios e parcerias gerados durante o evento ainda são tímidos. "O Brasil é, sem dúvida, um mercado muito importante e com grande interesse por design, mas as taxas de importação ainda são muito altas, o que dificulta novos negócios", analisa Guglielmi, alertando para outro problema com o qual vem lidando há anos, não só com o Brasil, a cópia e o respeito aos direitos autorais. "Vocês ainda não possuem leis sérias para combater a pirataria e isso pode se tornar um problema muito grande no futuro."

Pela cidade

O espetáculo
Divulgação
O espetáculo "Design Dance" será apresentado no Salão de Milão
Como acontece todos os anos, as novidades da Semana de Design de Milão, uma das mais importantes do mundo, não se restringem ao centro de exposição de Rho. Por toda Milão, especialmente na Zona Tortona e nos bairros de Brera e Ventura/Lambrate, uma série de eventos paralelos são agendados.

Um dos que prometem emocionar e surpreender o público neste ano é o espetáculo "Design Dance", assinado por Michela Marelli e Francesca Molteni. A ser apresentado apenas no período do Salão, no Teatro dell'Arte, na Triennale de Milão, mistura interpretações baseadas em frases e conceitos de grandes mestres do design, a esquetes de dança no melhor estilo Deborah Colker. 


* A REPÓRTER VIAJOU A CONVITE DA COSMIT

Siga o iG Delas pelo Twiiter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.